Publicidade
Manaus
TIROTEIO

Dois sobreviventes de tiroteio em campo de futebol na Compensa seguem internados

Briga por comando do tráfico entre as facções FDN e CV deixou três mortos e três feridos. Dos hospitalizados, dois homens estão em quadro estável e uma mulher já recebeu alta 01/09/2018 às 12:24 - Atualizado em 01/09/2018 às 13:44
Show 5dfa6c91 302c 4c2d ba3c a08256c0f41d fc486fa1 b163 4401 b9b9 4bbcde0b5f2a
Foto: Antonio Lima
Silane Souza Manaus (AM)

Dois sobreviventes do tiroteio ocorrido na tarde de ontem, sexta-feira (31) em um campo de futebol no bairro Compensa, na Zona Oeste de Manaus, seguem internados em quadro estável em hospitais da cidade. Ao todo, a ação criminosa resultado de uma briga pelo comando do tráfico de drogas entre as facções Família do Norte (FDN) e Comando Vermelho (CV) deixou três mortos e três feridos.

As informações sobre o estado de saúde das vítimas sobreviventes são da Secretaria de Estado de Saúde (Susam). Segundo o órgão, Girlan Siqueira, de 28 anos, que foi baleado no crânio, está internado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio Machado, consciente e orientado, respirando em ar ambiente e estável. Já Edson Lucas dos Santos, de 17 anos, que sofreu ferimento por arma de fogo na região dorsal, está internado no HPS Hospital João Lúcio, em avaliação pela equipe de ortopedia. A única sobrevivente do tiroteio que recebeu alta hospitalar é Mônica Regina da Silva, de 36 anos. Ela foi baleada na mão e, ontem mesmo, foi liberada pelos médicos.

Os três mortos do tiroteio foram identificados como Thiago Amaral Albuquerque, 30, Thiago Queiroz de Medeiros, 23, e Uelington de oliveira Mota, 29. Após o crime, todas as vítimas chegaram a ser socorridas e levadas para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, também na Compensa, que foi tomada por uma multidão de curiosos e familiares. O grupo de atiradores, inclusive, tentou invadir o SPA para terminar as execuções.

Briga entre FDN e CV

O tiroteio ocorreu no Campo do Estrela, na rua Gilberto Mestrinho, Compensa. As seis vítimas foram alvejadas com vários disparos efetuados por um grupo de oito homens que chegaram ao local em dois veículos, um modelo Renault Logan de cor branca e outro Fiat Siena, de placas não identificadas.

Segundo informações de policiais militares da 8ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), a suspeita é que os atiradores sejam membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV), natural do Rio de Janeiro, e que os alvos sejam integrantes da facção rival, a amazonense Família do Norte (FDN). As duas organizações criminosas disputam o controle do tráfico de drogas na capital e também na região do Estado.

Publicidade
Publicidade