Publicidade
Manaus
SEM LUZ

Prefeitura tem contrato milionário de iluminação, mas ruas continuam sem LED

Empresa responsável pela instalação das luminárias de LED tem R$ 46,5 milhões já empenhados pela Prefeitura neste ano. Moradores reclamam da falta de iluminação 09/07/2018 às 05:50 - Atualizado em 09/07/2018 às 09:32
Show led
Nem LED nem iluminação convencional. Moradores do Conjunto Boas Novas, no bairro Cidade Nova 1, vivem em ruas sem qualquer iluminação (Foto:Jair Araújo)
Larissa Cavalcante Manaus (AM)

O prefeito Arthur Neto (PSDB) prometeu, durante a reeleição, que Manaus terá 100% da rede de iluminação a LED até 2020. Manaus apresenta até o momento apenas 35% de cobertura por luminárias LED. Com o lançamento do Plano de Obras Verão, que promete recuperar 10 mil ruas e instalar iluminação LED, reacende a indignação da população com a distribuição e a instalação das luminárias ao privilegiar bairros e determinadas zonas da cidade.

A empresa FM Rodrigues & CIA Ltda, responsável pela iluminação pública de Manaus, já recebeu da gestão Arthur, de 2013 até o momento, R$ 431,3 milhões em empenhos (primeira fase de pagamento), conforme dados disponíveis no Portal da Transparência da Prefeitura.

Levantamento nas publicações do Facebook da Prefeitura revelou que as principais cobranças da população referem-se à não instalação de luminárias LED nas ruas adjacentes, determinados trechos da rua ou do bairro que são contemplados. Apenas “vias turísticas” estão sendo bem iluminadas. Moradores também pedem manutenção na rede de iluminação e o acesso à licitação realizada para compra e instalação das lâmpadas.

Outro questionamento enfatiza que a instalação de lâmpadas LED, que gera economia de energia, não apresentou a redução da taxa de iluminação pública. “Onde está esse tal LED? Basta ir a qualquer bairro da Zona Norte e Leste procurar a dita iluminação. Mesmo porque se instalarem, deixarão ainda mais visíveis os buracos nas vias”, comentou um internauta.

Um morador do bairro Presidente Vargas, localizado na Zona Sul de Manaus, contou à reportagem de A CRÍTICA que a instalação de luminárias LED foi prometida por candidatos durante a reeleição de 2016 e até o momento as ruas adjacentes do bairro não foram atendidas. “Prometeram colocar LED e a instalação ficou apenas na Constantino Nery. Prometeram que as ruas ficariam um tapete e até hoje o asfalto não chegou”, protestou.

Sob suspeita

Até o final de 2018, a empresa FM Rodrigues terá alcançado o patamar de R$ 500 milhões em contratos com a Prefeitura de Manaus. Em São Paulo, os contratos da FM Rodrigues com a prefeitura paulista foram suspensos por liminar devido a suspeita de corrupção. 

O juiz Alberto Alonso Muñoz acolheu o pedido de ação popular ingressada após o vazamento de um áudio que indica o pagamento de propina. O Ministério Público de São Paulo investiga o caso. 

O Legislativo Municipal já quis detalhes do contrato celebrado pela Prefeitura de Manaus e pediu as notas fiscais dos ‘serviços de LED’, mas não foi atendido.

Contratos milionários

Neste ano, a empresa já recebeu R$46,5 milhões em empenhos, dos quais R$ 13,7 milhões foram efetivamente pagos. 2017 foi o ano com o maior valor de empenho, correspondendo a R$ 115,4 milhões.

Em 2016, quando Artur disputou a reeleição, a Casa Civil empenhou à empresa R$ 102,3 milhões. No ano de 2015, a empresa recebeu dos cofres públicos cerca de R$101 milhões. Em 2014, o empenho foi de R$51,2 milhões e em 2013 os empenhos custaram R$14,6 milhões.

A empresa também prestou serviços à prefeitura na gestão de Amazonino com empenhos de R$62,4 milhões entre os anos de 2010 e 2012.

A reportagem solicitou da prefeitura acesso ao contrato 029/2010, que recebeu até o 10º termo aditivo, e os aditivos ao contrato 010/2015 que não constam no Portal da Transparência, mas não obteve retorno.

Personagem

O servidor municipal Miro Pereira, 53 anos, contou que as ruas do Conjunto Boas Novas, no bairro Cidade Nova 1, apresenta de 12 a 15 ruas com iluminação precária. “Nas ruas o que mais se vê são lâmpadas queimadas. Até nas ruas principais do bairro nem todos os postes estão com LED, nas ruas adjacentes as lâmpadas que estão funcionando são amareladas”, afirmou.

O líder comunitário disse que apresentou ofício à ManausLuz e foi informado da ausência de material. “Falaram que estão sem luminária de LED e disponível apenas  a metálica. Independente do tipo, queremos que o bairro fique claro. Ficaram de dar um retorno, mas já tem mais de um mês e até agora nada”, contou.

A jornalista Gabrielle Moura afirmou que as ruas escuras do conjunto tem favorecido os assaltos constantes. “A população fica à mercê dos bandidos. Estudantes que chegam no final da noite correm perigo porque a rua não tem iluminação”, protestou.

Vereador se manifesta

Os contratos realizados para instalação das luminárias foram colocados sob suspeita pelo vereador Marcelo Serafim (PSB). Ele, solicitou em 2017 da prefeitura as notas fiscais de serviço e também informações sobre o preço das lâmpadas instaladas. 

Publicidade
Publicidade