Publicidade
Manaus
tendência

Proprietários de coworking projetam expansão e reinvenção em Manaus

Nova forma de pensar o ambiente de trabalho, espaços compartilhados estão cada vez mais populares. Em Manaus, escritórios se reinventam para atrair mais usuários 29/04/2018 às 09:53
Show go
HotelGo Inn, no Centro, inaugura escritórios compartilhados com mesas, cadeiras,tomadas e frigobar. Foto: Divulgação
Rebeca Mota Manaus (AM)

Os espaços de coworking vêm ganhando força. É a nova febre quando se fala de ambiente corporativo. No Brasil existem 810 espaços do tipo registrados no país, de acordo com o Censo Coworking Brasil de 2017. Em Manaus, proprietários de coworking destacam expansão e reinvenção dos espaços para este ano. 

Com quase quatro anos no mercado, a Cardurme Coworking tem duas unidades nos bairros Aleixo e Adrianópolis, na Zona Centro-Sul da capital. O sócio diretor de operações Daniel Goettenauer destaca que o número de frequentares nos espaços tem aumentado suficientemente. 

“O modelo tem mais adeptos do que uns anos atrás e o mercado têm crescido. Nós estamos trabalhando para que tenhamos uma terceira unidade Cardume em Manaus”, diz. O valor do Cardume é de R$ 299 para uso de segunda a sábado de 8h às 20h. 

A proposta da Cardume é atuar no hub de inovação e criatividade promovendo conexões entre os clientes. “Um dos nossos diferenciais são as diversas possibilidades de uso de espaço que podemos fazer. Já foi possível ter aqui Bloco de Carnaval, lançamentos de livros e aplicação de exames de instituições internacionais”, destaca.

Vila Hub

Outro espaço que vem expandindo na cidade é a Vila Hub Coworking, que reúne profissionais de todas as áreas, incentiva o networking e desenvolve usuários.  

“Buscamos criar um novo conceito de espaço colaborativo que oferece serviços completos de escritórios compartilhados e salas comerciais onde as pessoas que trabalham individualmente passam a dividir não só o escritório, mesa e ar-condicionado, mas a interagir entre si, formando uma verdadeira comunidade”, enfatiza a sócia fundadora da Vila Hub Coworking, Bruna Chíxaro. 

Os valores variam entre R$ 20,00 e R$ 2 mil de acordo com o serviço escolhido e a duração.

Impact Hub

Um coworking que tem mostrado crescimento com uma pegada diferenciada é o Impact Hub, explica a gestora Juliana Teles. Com um ano e meio de existência, o espaço possui as cinco salas ocupadas. “Isso mostra que as pessoas querem estar no coworking pela visibilidade, conexão, contato, comunidade, benefícios e redução de custos”, afirma. 

O foco do espaço está no empreendedorismo e na inovação social. Um dos benefícios é que a primeira diária é por conta do Impact Hub. “A nossa diária é R$ 30. Existem dois pacotes de preços: “o conectado” de 80 horas no valor R$ 250. E “o ilimitado” que custa R$ 500”.

Hotel estreia escritório compartilhado

O Hotel Go Inn, no Centro, inaugurou um espaço de coworking. A alternativa é uma solução para quem busca flexibilidade, diminuição de custos, boa localização e estrutura completa para trabalho e reuniões.

“Além de oferecer um espaço para profissionais locais, estamos pensando também nas pessoas que vem à Manaus para trabalhar ”, conta o executivo de vendas do Go Inn, Filipe Barrozo. Ele destaca que os ambientes podem ser usados como coworking e também para locação exclusiva por todos os tipos de profissionais e pequenas empresas.

Os espaços são locados por horas, dias, meses e temporadas. As salas foram formuladas com design prático e moderno e possuem, ao menos, duas mesas, seis cadeiras e um frigobar. “Esta oportunidade de começar a colocar no hotel e incluir o mix de negócios gera uma movimentação de hóspedes e clientes externos dentro do hotel”, diz.

Entenda

Coworking é um ambiente compartilhado onde profissionais de diversas áreas podem dividir o espaço de trabalho.

Publicidade
Publicidade