Publicidade
Manaus
Imposto de Renda 2017

Declaração simplificada ou completa? Entenda a diferença entre os dois modelos

Este ano, precisam entregar a declaração do Imposto de Renda 2017 (ano base 2016) as pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016 05/03/2017 às 06:00
Show imposto
Softwares de Programa Gerador da Declaração (PGD) também chamado de IRPF 2017, disponível em Windows (PC), Android e iOS (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Rebeca Mota Manaus (AM)

Quem vai declarar o Imposto de Renda pela primeira vez, começam a surgir dúvidas sobre como preencher o documento. Um dos principais questionamentos é à escolha do modelo da declaração: simplificado ou completo. A boa notícia é que o programa liberado pela Receita Federal facilita a vida do contribuinte. Ele faz os cálculos e mostra a opção mais vantajosa, comparando quanto será recebido de restituição ou pago de imposto em ambos os modelos.

Este ano, precisam entregar a declaração do Imposto de Renda 2017 (ano base 2016) as pessoas físicas residentes no Brasil que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016. O limite de renda foi reajustado em 1,54% ante o ano passado, quando era R$ 28.123,91 (ano-base 2015), embora a tabela do Imposto de Renda não tenha sido corrigida em 2016.

Uma das novidades é que os declarantes estão obrigados a informar o CPF de dependentes com 12 anos ou mais - completados até 31 de dezembro de 2016. Até o ano passado, a idade mínima era de 14 anos. A partir deste ano, não há a necessidade de instalar o programa Receitanet, que estará incorporado ao Programa Gerador de Declaração do Imposto de Renda.

Tipo de declaração
A grande diferença é que na declaração completa o governo poderá conferir as despesas lançadas para validar sua dedutibilidade. Já na simplificada, ele desconsidera essas informações e atribui diretamente 20% da sua receita como despesa dedutível. Caso não haja mais valor a restituir pela declaração completa, opte sempre pela simplificada.

Atento ao calendário
Depois de baixar o programa, os contribuintes podem começar a preencher suas declarações. O período de entrega começou no dia 2 de março e se estende até 28 de abril. O primeiro dos sete lotes de restituições do IR será pago no dia 16 de junho e o último, no dia 15 de dezembro.

A empresa de contabilidade para micro e pequenos empreendedores dos setores de serviços e comércio, Contabilizei, dá dicas na hora de declarar como: Ter em mãos a última declaração de I.R. ou localizar o título de eleitor e marcar a opção “Houve mudança de endereço” na tela de identificação do contribuinte. Até às 16h de sexta-feira (3), 10.907 contribuintes do Amazonas enviaram suas declarações à Receita Federal.

Informe os dependentes, pois a partir desse ano será obrigatório o CPF para as crianças com 12 anos ou mais (você faz o CPF no mesmo dia em uma agência do Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. Os Correios fazem CPF, mas o sistema não é integrado e demora mais tempo para ter o número em mãos).

O presidente do Conselho Regional de Contabilidade alerta para quem precisa declarar o imposto de renda. ”Além dos rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2016, os rendimentos isentos, não-tributáveis, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado e também quem ganhou de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência do imposto, ou realizou operações em bolsas de valores”, diz.
O presidente ainda recomenda que o contribuinte procure um contador para evitar futuros erros ou problemas.

Publicidade
Publicidade