Domingo, 15 de Dezembro de 2019
INOVAÇÃO

Padarias tradicionais se transformam em empórios para sobreviver ao mercado

De acordo com o Sebrae-AM, em Manaus existem 521 micro empresários na fabricação de produtos de panificação



padarias.JPG Na panificadora Cintia é possível encontrar um cardápio variado para agradar o gosto dos clientes (Foto: Marcio Silva)
13/08/2017 às 07:32

As tradicionais padarias - do café com leite no balcão e pão francês - são cada vez menos comuns na cidade. Em seu lugar, surgiram empórios que reúnem diversos produtos, que vão do açougue a espaço para festas. A mudança se fez necessária para diferenciar esses estabelecimentos dos supermercados e tem se mostrado positiva. 

De acordo com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Amazonas (Sebrae-AM), em Manaus existem 521 micro empresários na fabricação de produtos de panificação, com crescimento de 7,4% em comparação a 2016.



Em meio a tantas padarias em Manaus, inovar é a decisão a ser tomada, como o exemplo da Panificadora  Cintia. Com 39 anos de mercado e com sua terceira geração dentro do negócio implementou o almoço, sopas, hortifrúti, venda de produtos básicos de uma casa, além de aumentar o nicho de pizzas e expandiu a indústria dos produtos congelados.

“Estamos trabalhando nesse formato faz um tempo, de 2015 a 2016 tivemos uma queda bem grande, mas 2017 estamos estabilizados. Na linha de congelados expandimos bastante e atendemos mais 15 supermercados como o Novo Era, Tribom, Friotrans, Mercadinho do Japonês, entre outros”, destaca o diretor geral da Panificadora Cintia, Arian Ribeiro.

Hoje, a Panificadora Cintia trabalha como franquia e já possui três lojas, situadas na avenida Carvalho Leal, rua Borba e na Constantino Nery. E para quem deseja se franquear a direção dá todo o suporto necessário.

“O nosso diferencial é investir na qualidade dos nossos produtos com matéria prima de qualidade e em treinamentos dos funcionários. Além de estar ampliando o subsolo para tornar tudo padrão com embalagem automática, projetados, produtivo e logístico”, revela.

Sua festa na panificadora


Que tal comer aquelas coisas gostosas na sua própria festa onde toda padaria tem? E se isso acontecer na própria padaria, num ambiente sofisticado e ainda ter direito a decoração? É exatamente isso que a Panifica dora Eliza inovou.

“Não cobramos o aluguel do espaço. O preço varia conforme o cardápio e o tipo de serviço incluso, que varia entre R$ 30 a 70. Fazemos sempre o melhor para a satisfação de nossos clientes. E essa opção surgiu a partir de observarmos que existia uma grande demanda. Além disso, já tínhamos todos os produtos disponíveis”, revela o proprietário, Samuel Toledano.

Na panificadora Eliza tem café da manhã e da tarde, buffet de almoço e de sopas e o serviço de evento tanto no salão como em qualquer lugar a escolha do cliente. “Todos têm suas especificidades e nós procuramos focar muito no que os nossos clientes desejam e tentar fazer as melhores receitas para eles”, diz.

Acompanhando o mercado


Outra padaria que não deixa de se atualizar é a Conde do Pão, hoje oferece no seu estabelecimento açougue, buffet de almoço e sopas, supermercado, hortifruti e churrascaria. O proprietário Carlos Alberto Conde ganhou neste ano o prêmio industriário do ano.

“Percebíamos que depois das 11h o movimento parava, então pensamos em preencher este período servindo almoços e deu certo. Estamos otimistas para continuar crescendo e pretendo fazer uma indústria de congelados”, diz.

Resultado das inovações é participação ativa nas feiras do Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria (Sipan). “Procuro sempre me atualizar com as novidades e acho isso essencial”.
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.