Publicidade
Manaus
Sem fiscalização

Mesmo inacabada, avenida das Flores é usada livremente por motociclistas

Alguns motociclistas usam a avenida, ainda em obras, para burlar fiscalização da barreira policial da avenida Torquato Tapajós, enquanto outros aproveitam para fazerem manobras radicais 02/04/2016 às 19:44 - Atualizado em 03/04/2016 às 14:28
Luana Carvalho Manaus (AM)

Enquanto não é inaugurado, o trecho de seis quilômetros da avenida das Flores, que e liga a avenida Sete de Maio à  rodovia AM-010 (Manaus-Itacoatiara), está sendo utilizada por motoqueiros que burlam a barreira na saída de Manaus, na avenida Torquato Tapajós, para acessarem a rodovia interestadual. Além disso, eles se reúnem para treinar manobras tipo ‘cavalo de pau’ na via, que ainda não possui sinalização ou fiscalização. 

 A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) informou que o trecho será inaugurado no dia 10 de maio. Mas enquanto isto não acontece, a via, que ainda está sem sinalização e fiscalização, serve para que os condutores cortem caminho entre as comunidades do bairro Santa Etelvina e Nova Cidade, ambos na Zona Norte. 

Na primeira barricada, feita por tubulações de esgoto, a equipe de A Crítica flagrou motoristas dirigindo em alta velocidade, motociclistas sem capacete e transportando mais de duas pessoas na motocicleta. Um aviso em uma das tubulações também chama a atenção: “Cuidado, ladrões de moto. Evitem passar à noite”. 

A dona de casa Rosilda Matos Freitas, 43, conta que quem escreveu o aviso foram motociclistas que tiveram seus veículos roubados. Porém, ela conta que os assaltantes também agem usando motocicletas. “Moro no Conjunto Cidadão 7 e já ouvi muitas histórias de assaltos nessa via. À noite fica muito perigoso”, alerta. 

Ela também costuma caminhar com os filhos todas as tardes pela avenida, sempre alerta para o anoitecer. “Como não tem iluminação, a gente não pode voltar muito tarde. Senão podemos ser vítimas também”, relata. 

Abusos e absurdos
A passagem de veículos pelos trechos interditados é complicada. Os carros precisam desviar das tubulações e, enquanto um está passando, o outro espera. Na segunda barreira montada com o mesmo tipo de tubos, próximo de um retorno improvisado pelos motoristas, três motoqueiros estavam reunidos, sem capacetes. Eles treinavam manobras perigosas com as motocicletas, sem se preocuparem com a presença da equipe de A CRÍTICA. 

Na saída para a AM-010, os carros que arriscaram burlar a barreira não conseguiram passar. Isto porque apenas neste trecho da via os tubos realmente impedem a passagem de veículos grandes. Mesmo assim, é possível ver rastros de pneus pelo meio-fio, como se tivessem entrado na rodovia. Porém, a barreira não impede a passagem das motos que, a todo momento, entram e saem pela avenida das Flores. 

Inauguração 

A Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) informou que o trecho que liga a avenida Sete de Maio, no bairro Cidade Nova, à AM-010 será inaugurado no dia 10 de maio de 2016. O material de iluminação, ainda segundo a pasta, será instalado nos próximos dias, visto a “liberação da cabeação junto aos órgãos fazendários”.

Os seis primeiros quilômetros seriam entregues no ano passado, segundo o cronograma, mas houve atraso. Toda a obra foi orçada em R$ 237 milhões.

Publicidade
Publicidade