Publicidade
Manaus
FEMINICÍDIO

Dona de casa é morta a tiros pelo ex-marido na frente da filha de 4 anos

A polícia foi acionada logo após o crime e conseguiu prender o vigilante de 45 anos que tentou fazer a criança de escudo antes de se entregar às autoridades 15/09/2017 às 10:28 - Atualizado em 15/09/2017 às 11:27
Show 02
(Foto: Jander Robson)
Dani Brito Manaus (AM)

A dona de casa Edilene Santos Damasceno, de 28 anos, foi assassinada com três tiros na madrugada desta sexta-feira (15), em Manaus, pelo ex-companheiro, o vigilante Carlos Washington Botelho Júnior, 45. O crime ocorreu em um galpão localizado no ramal do Brasileirinho, no conjunto João Paulo, bairro Jorge Teixeira, zona Leste de Manaus.

Segundo a família da vítima, o crime foi assistido pela filha do casal, uma criança de 4 anos de idade. O homem teria ido até a casa da vítima, no bairro Grande Vitória, na Zona Leste e a chamado para sair. A mulher então saiu com a filha e o vigilante.


Autor do crime (Foto: Jander Robson)

"Ele chegou lá em casa chamando por ela. Ela atendeu e seguida pegou a filha deles e saiu. Somente agora de manhã nós soubemos dessa tragédia", disse o padrasto da vítima, o faxineiro Raimundo Nonato, 45. Ainda segundo ele, a polícia chegou ao local do crime após ser acionada via Ciops. Ao chegar ao galpão, a polícia encontrou a mulher morta.

Washington ainda tentou fazer a filha de escudo ao ver a chegada da guarnição, mas acabou sendo rendido. A criança foi levada para a casa da mãe do infrator, enquanto ele foi preso e apresentado no 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

Publicidade
Publicidade