Publicidade
Manaus
Manaus

Dono de churrascaria deverá comparecer à delegacia por agredir idosa de 80 anos

Proprietário da churrascaria Filé do Boi, identificado como Izaías, deverá comparecer à delegacia nesta sexta-feira (08) para depor sobre o crime 07/02/2013 às 10:58
Show 1
Dona Emília Monteiro foi funcionária da Secretaria de Segurança Pública durante muitos anos e agora mora sozinha
Náferson Cruz ---

O delegado Luiz Veiga, titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI), intimou o empresário identificado pela polícia apenas como Izaías, dono da churrascaria Filé do Boi e do lanche Suco Mix, acusado de agredir com socos e chutes a aposentada Emília Monteiro Balbi, 80, a comparecer à delegacia para prestar depoimento.

O esclarecimento do caso de forma ágil, segundo o delegado, foi uma exigência da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), como resposta à sociedade e em razão de Emília ter sido funcionária daquela instituição por muitos anos.

Luiz Veiga disse que duas testemunhas e a vítima já foram ouvidas. Já o comparecimento do empresário à delegacia está previsto para esta sexta-feira (08). O delegado informou ainda que aguarda o resultado do laudo do exame de corpo de delito, para embasar a decisão que irá tomar. “Isso foi um ato fútil. Uma pessoa agredir uma senhora de 80 anos! Estamos analisando duas situações: a agressão física e a questão social pelo fato da idosa morar sozinha”, explicou.

De acordo com Veiga, horas depois do caso ser registrado no 10º Distrito Integrado de Polícia  (DIP), localizado no bairro Alvorada, Zona Oeste, uma equipe de policiais foi até o local, na tentativa de efetuar a prisão em flagrante do acusado, porém ele não foi encontrado.

 Os moradores da rua Paratinga, antiga rua C-9, no conjunto Ajuricaba, no Alvorada, onde mora a vítima, estão inconformados. “Foi um ato covarde, gostaria que o poder público tomasse uma posição mais severa e que não deixasse isso em vão para que esta caso sirva de exemplo a pessoas que causam maus tratos aos idosos”, comentou o comerciante Lincoln Nascimento, 48.

Para o universitário, Osram Barbosa, 33, a situação é o reflexo de um País que não proporciona amparo aos idosos. “É apenas um dos muitos casos que acontecem todos os dias neste País. Estas pessoas (idosos) são fragilizadas tem que receber um cuidado especial, uma barbárie dessa não se faz nem com um animal”, disse.

O universitário disse ainda que não justifica um idoso ser agredido por colocar entulhos em frente da casa.

O delegado disse que em caso da comprovação do ato, o inquérito será encaminhado à Vara Especializada em Crimes contra o Idoso, Adolescentes e Crianças.

Caso venha ser enquadrado pelo crime de lesão corporal, conforme dispõe a lei municipal 10.741/03 e o artigo 129 do Código Penal, Izaías pode ser condenado de 2 a 8 anos de prisão, podendo ainda aumentar a penas, caso seja constatado outros tipos de crimes.

A CRÍTICA novamente tentou ouvir o empresário, mas foi informado que ele não se encontrava nos estabelecimentos comerciais de sua propriedade e nem em casa.

Publicidade
Publicidade