Publicidade
Manaus
Manaus

Donos de imóveis com criadouros do mosquito aedes aegypti serão multados em até R$ 30 mil

Durante fiscalização no Centro de Manaus nesta quarta-feira (23), para coibir a proliferação do mosquito - responsável transmitir a dengue, febre chikungunya e o zika vírus - quatro imóveis foram vistoriados e três tinham irregularidades 23/12/2015 às 15:11
Show 1
Até o final desta manhã, quatro imóveis vistoriados: dois recebrão multas de até R$ 30 mil por apresentarem larvas do mosquito
Luana Carvalho Manaus (AM)

A primeira ação de fiscalização em comércio e residências que contribuem para a proliferação do mosquito Aedes aegypti aconteceu na manhã desta quarta-feira (23), no Centro de Manaus. O mapeamento foi feito com o apoio dos drones de monitoramento da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

A princípio, quatro ruas foram mapeadas no quadrilátero da avenida Eduardo Ribeiro, rua Lobo D’almada, 24 de Maio e Saldanha Marinho. “Primeiro fazemos esse monitoramento com a utilização dos drones. Depois as equipes de agentes de endemias checam in loco se existem pontos positivos de larvas ou do mosquito nos imóveis”, explicou Jorge Alencar, gerente de engenharia e fiscalização da Vigilância em Produtos da Vigilância Sanitária de Manaus (Visa Manaus).

Até o fim desta manhã, quatro imóveis foram vistoriados. Dois deles deverão receber multas de até R$ 30 mil por apresentarem larvas do mosquito. O terceiro foi autuado por possuir um reservatório de água sem tampa e parte do telhado com retenção de água. O quarto estabelecimento estava fechado, mas o responsável será identificado para posterior notificação, segundo a Semsa. 

Caso forem encontrados ambientes propícios a proliferação do mosquito, os proprietários do estabelecimento serão notificados e terão um prazo de no mínimo 72 horas para se adequarem. Em casos onde já forem encontrados o Aedes ou larvas, os proprietários serão autuados. 

De acordo com a Semsa, a prefeitura está utilizando tecnologia de ponta para identificar focos de proliferação do mosquito Aedes, transmissor da Dengue, Febre Chikingunya e Zika Vírus.Além dos equipamentos, o monitoramento dos agentes de endemias continua sendo realizado nos bairros de Manaus. 

Denúncias

Pelo menos 25 denúncias de focos de dengue são registradas diariamente pelo número 0800 280 8 2080. As redes sociais da secretaria, além do e-mail saude.semsa@pmm.gov.br, também podem ser utilizadas como meios de denúncia. 

Publicidade
Publicidade