Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
DESCUMPRIMENTO

DPE acusa Suhab de ameaçar moradores de despejo após acordo em área do Prosamim

Segundo a Defensoria Pública, governo vem ameaçando populares com pagamentos de indenizações inferiores ao teto estabelecido pelo Banco Intramericano de Desenvolvimento (BID)



prosamim.jpg Moradores de área do Presidente Vargas relatam valores de indenização abaixo do teto do BID (Foto: Arquivo/AC)
01/09/2017 às 15:35

Três meses após o despejo do casal de idosos Waldemiro de Souza Ribeiro, 65 anos, e Natalina Rodrigues de Souza, 68, da casa em que viveram por mais de 30 anos, no bairro Presidente Vargas, a Defensoria Pública do Amazonas (DPE) afirma que a Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) tem descumprido acordo e continua abordando moradores da área com ameaças de despejo. Segundo o órgão, a Suhab vem ameaçando os populares com pagamentos de indenizações inferiores ao teto estabelecido pelo Banco Intramericano de Desenvolvimento (BID).

Segundo a DPE, ontem a idosa Dulcirene de Souza Ribeiro, 68, recebeu da assistente social da Suhab o mandado de citação com imissão provisória na posse para que saísse de seu barraco, localizado no Beco Mariland, 25, (antigo Beco São Domingos), bairro Presidente Vargas. Nesta sexta-feira (1), ela compareceu à sede da Defensoria Especializada em Atendimentos de Interesses Coletivos (DPEAIC) para fazer a denúncia.

“Eu estava em casa com minha neta e a assistente social chegou e me mostrou a ordem judicial. Eles já estavam com caminhão baú para fazer a mudança e eu resisti, Só não me tiraram de lá porque sofro de pressão alta e passei mal", relatou a aposentada à DPE.

A área foi beneficiada com obras da 3ª do Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) e por isso os moradores da região precisam ser removidos do local. Todavia, o valor oferecido pelas indenizações a serem pagas aos moradores da área não condiz com a base, R$ 35 mil, estabelecida pelo BID.

“A polêmica já motivou audiência pública realizada na sede da DPEAIC. Na ocasião, as partes compareceram e ficou acordado que essas abordagens seriam suspensas. Após a denúncia recebida na manhã desta sexta-feira, a Defensoria Pública emitirá agravo de instrumento para suspender decisão judicial de despejo.

A reportagem aguarda um posicionamento da Suhab sobre o caso. 

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.