Publicidade
Manaus
TRÁFICO

Droga produzida em condomínio de luxo em Manaus era enviada para fora do país

No residencial localizado na Ponta Negra, a quadrilha mantinha um laboratório para embalar entorpecentes. Dois homens foram presos 26/01/2018 às 12:01
Show 62c4638a a921 4bf5 a44c c7b9833c0fd6
Foto: Jander Robson
Édria Caroline Manaus (AM)

Dois homens identificados como William Bruno Vasconcelos da Silva, de 28 anos, e Hiran Miranda Braga Filho, de 42 anos, foram presos em flagrante na tarde de ontem (25), em Manaus, suspeitos de fazerem parte de uma quadrilha que mantinha um laboratório de drogas em um apartamento dentro de um condomínio de luxo no bairro Ponta Negra, Zona Oeste da cidade, e, de lá, enviavam o material para fora do país.

De acordo com o vice-governador do Amazonas e secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, a polícia monitorava a dupla há cerca de um mês e meio e, na tarde de ontem, os investigadores conseguiram prendê-los. Os dois homens haviam saído do condomínio de luxo para fazer entrega de drogas no Centro da cidade e, ao retornarem, foram abordados pelos policiais da Secretaria Executiva-Adjunta de Inteligência (Seai) e da Polícia Civil.

Conforme o titular da SSP, a droga produzida no residencial da Ponta Negra era enviada para outros estados e para fora do país. “A atenção neste caso é o processo de industrialização, com uma fábrica de embalagens que deixam imperceptíveis o faro dos cães farejadores. Todas as características dão conta de que esse tipo de trabalho que essa droga seria enviada para fora do país”, afirmou o secretário Bosco Saraiva.

No luxuoso apartamento, que era alugado pela dupla, a polícia encontrou 35 quilos de maconha tipo skunk, um veículo modelo Honda Civic e outro modelo Cobalt, equipamentos usados para processar e embalar a substância entorpecente, além de relógios de marca e R$ 1,365 em espécie. Os dois foram indiciados por tráfico de drogas e associação para o tráfico e, após os procedimentos, serão encaminhados ao Fórum Ministro Henoch Reis para a audiência de custódia.

Publicidade
Publicidade