Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019
Manaus

Drones prontos para o ‘Dia Z’ contra o aedes aegypti em Manaus

Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde testaram os equipamentos que serão utilizados para reforçar o combate ao mosquito



1.jpg Drones que serão utilizados no combate ao mosquito Aedes aegypti passaram pelo teste final ontem, na sede da Semsa
17/12/2015 às 10:15

Os três drones que irão reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti - transmissor da dengue, chikungunya e vírus Zika - durante o ‘Dia Z’, no próximo sábado, passaram pelos últimos testes ontem. Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) fizeram sobrevoos com os equipamentos, que após a mobilização do dia 19 deverão ser integrados ao departamento de fiscalização do órgão, segundo o secretário Homero de Miranda Leão.

“Os drones passaram por este teste final e estão prontos para o ‘Dia Z’. Depois da ação, eles serão usados pela fiscalização, de acordo com a demanda. Os drones nos ajudam a fazer a inspeção de criadouros nos telhados e piscinas de casas abandonadas ou fechadas, por exemplo”, explicou Homero.



O foco da ação do próximo sábado é o combate ao zika vírus, que vem provocando o aumento no número de casos de microcefalia no Nordeste do País, com risco de epidemia, também, no Amazonas.

De acordo com o secretário Homero de Miranda Leão, mais de 5 mil servidores estarão empenhados a identificar focos do mosquito transmissor das doenças em todas as zonas da cidade. Um dos drones será usado nos bairros Zumbi e Armando Mendes, na Zona Leste, que apresentam os maiores índices de infestação por Aedes aegypti.

“A ideia é identificarmos o maior número possível desses focos e orientar as pessoas, sensibilizá-las pela causa. Precisamos que todos se mobilizem porque estamos falando de algo muito novo para a ciência”, explicou o secretário.

O risco de epidemia de zika, dengue e chikungunya, todas doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, levou o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus a decretarem situação de emergência, seguindo a linha do Ministério da Saúde, que declarou situação de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional, em decorrência da associação do zika vírus com o aumento de casos de microcefalia no Nordeste do País.

Capital e interior

O Amazonas decretou situação de emergência por conta do risco de epidemias de dengue, chikungunya e zika. No sábado, as secretarias de saúde Municipal e Estadual vão realizar o “Dia Z” de combate ao mosquito, na capital e no interior.



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.