Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
ESTELIONATO

Dupla é presa suspeita de aplicar golpes na compra e venda de veículos em Manaus

Delegado informou que a desconfiança dos clientes da AG Veículos começava quando os boletos chegavam e eles não estavam com os veículos



dupla_983206CC-0AC6-4E2D-B915-2F011463BC7B.JPG Foto: Jair Araújo
26/09/2019 às 14:26

O empresário Glenn Azrak Benitah, 22, e o seu funcionário Rinaldo Rabelo de Castro, 47, foram presos suspeitos de aplicarem golpes em mais de 24 vítimas durante compra e venda de veículos. Um terceiro suspeito, identificado como Anderson Carlos de Oliveira Teles, 22, encontra-se foragido.

A dupla presa foi apresentada nesta quinta-feira (26) na sede da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), no bairro Alvorada, na Zona Leste de Manaus.



Segundo o delegado Demetrius Queiroz, a empresa AG Veículos, que levava como nome as iniciais de Anderson e Glenn, administravam uma concessionária. Alguns clientes levavam seus veículos para a loja revender. Os proprietários vendiam os veículos, mas não repassavam os valores das vendas aos seus verdadeiros donos.

Ainda conforme o delegado, outro crime ocorria quando os clientes mostravam interesse na compra de um veículo na concessionária. Os documentos eram enviados para a aprovação. A venda era aprovada, mas o bem não era repassado para o comprador. Os proprietários da concessionária repassavam o bem para terceiros.

A desconfiança dos clientes começava quando os boletos chegavam. As pessoas enganadas então procuraram a polícia para relatar o fato. Foram mais de 24 denúncias. A polícia procurou os bancos e constatou que a origem dos delitos seria a concessionária AG.

De acordo com o delegado foram recolhidas várias provas do delito. Foi constatado que o funcionário Rinaldo estava envolvido no crime. A polícia então solicitou o mandado de prisão preventiva do trio.

Na tarde de quarta-feira (25), a polícia solicitou a presença dos envolvidos para prestar esclarecimentos. Glenn e Rinaldo foram até a delegacia. Como já havia mandado de prisão contra os dois, eles foram presos. Anderson encontra-se foragido. A polícia acredita que ele tenha fugido para outro Estado.

Glenn e Rinaldo foram indiciados por estelionato e vão ser encaminhados aos Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no quilômetro 8 da BR-174. As investigações vão continuar para que a polícia chegue ao paradeiro do terceiro suspeito, Anderson, que está foragido.

News mark 33e2e16a 10de 400f 92c3 ec9d554e6edf
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.