Publicidade
Manaus
Manaus

Dupla é presa suspeita de assaltar ônibus da linha 127, em Manaus

Assaltantes usaram uma espingarda e abusaram de violência física para forçar os passageiros a entregar os pertences, informou a PM. Outro suspeito está foragido 11/12/2014 às 09:54
Show 1
Nilson Fagner Lemos de Souza, 20, e Márcia Farias de Arruda, 25, foram detidos por policiais militares da 21ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom)
Girlene Medeiros Manaus (AM)

Duas pessoas foram presas suspeitas de assaltar o ônibus da linha 127 na noite de terça-feira (9). A prisão aconteceu na rua Dr. Dalmir Camara (antiga rua Brasil), situada no bairro São Jorge, Zona Oeste. Outro homem teria participado do roubo, mas não foi localizado pela polícia.

Segundo registro do caso feito no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Nilson Fagner Lemos de Souza, 20, e Márcia Farias de Arruda, 25, foram detidos por policiais militares da 21ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) por volta de 22h30.

Os três assaltantes entraram no ônibus fingindo ser passageiros. Durante o trajeto, um dos criminosos apontou uma espingarda calibre 16 para os passageiros do transporte coletivo.

Os outros bandidos recolheram bolsas, documentos, celulares e outros pertences pessoais. O aparelho celular do cobrador do ônibus também foi roubado. De acordo com a polícia, o trio usou de violência física para forçar os passageiros a entregar os pertences.

Após presos, os policiais militares da 21ª Cicom apreenderam com Nilson e Márcia a quantia de R$ 90, o celular do cobrador e várias bolsas e pertences dos passageiros. Os objetos foram devolvidos às vítimas.

Arma

A espingarda utilizada no assalto do transporte coletivo também foi apreendida pela polícia com um munição intacta. Outras supostas armas utilizadas não foram encontradas.

O casal foi autuado por roubo e levado à sede do 19º DIP, na Zona Oeste. Os dois presos foram encaminhados à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, situada no bairro Centro, Zona Sul, onde vão aguardar decisão judicial.

Bairro sofre com onda de assaltos

”A gente vive o tempo todo com medo. Sabemos até que há algumas pessoas que fazem pequenos furtos, mas já recebemos conselhos para não denunciar porque pode ser pior”. Foi assim que a comerciante Fátima Cardoso*, 37, resumiu o posicionamento frente à segurança do bairro Cidade de Deus, na Zona Norte. A reportagem percorreu a rua Nossa Senhora de Fátima, onde estão localizados pelo menos 50 estabelecimentos comerciais, e conversou com comerciantes que trabalham na área. A insegurança e impotência relatada por Fátima é repetida por várias empreendedores do local, todos assustados.

A lojista Rosana Gonzaléz*, 42, afirmou que a própria loja foi assaltada no fim da noite há cerca de três meses. Pelo menos dois homens fizeram um corte na porta de rolo do comércio, invadiram o local e levaram a quantia de R$ 300, renda do dia do estabelecimento. O alarme soou, mas os criminosos fugiram antes que representantes da empresa de segurança chegassem.

Segundo o comandante da 13ª Companhia Interativa Comunitária, capitão Alisson Henriques, desde o final do mês passado, a companhia está realizando a Operação Papai Noel no local como forma de inibir os casos de roubos e furtos, além de outros crimes. Ele destacou que o policiamento está sendo intensificado por meio de motocicletas e policiamento a pé.

*Nomes fictícios

Publicidade
Publicidade