Publicidade
Manaus
Manaus

Dupla invade escola na Zona Norte e mata vigilante a tiros para roubar colete balístico e arma

Assassinos esperaram aulas terminarem na escola estadual Dulcineia Valera Moura para iniciar o crime. Mesmo sem reagir, vigilante foi morto com tiro no rosto 10/03/2015 às 12:08
Show 1
Vigilante foi assassinada enquanto fazia segurança no pátio da escola
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O vigilante Arilson de Oliveira Lobato, de 41 anos, foi assassinado com um tiro no rosto dentro das dependências da escola estadual Dulcineia Valera Moura, localizada na rua Aymoré, no bairro Novo Israel, Zona Norte de Manaus, na noite de segunda-feira (9).

Dois homens invadiram a unidade de ensino, onde Arilson trabalhava, para roubar o revólver calibre 38 do vigilante. Ele era funcionário da empresa de segurança Visam. A dupla chegou ao local de moto e esperou Arilson abrir o portão para uma pedagoga sair da escola para então darem início ao crime.

Arilson foi morto enquanto estava no pátio da escola. Consta nos registros da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que, mesmo a vítima não reagindo, um dos suspeitos efetuou o disparo à queima roupa, matando-o no local.

Foto: Arquivo Pessoal

A família afirmou que a arma e o colete balístico do vigilante foram levados pela dupla - os dois assassinos ainda não foram identificados. Uma câmera do circuito interno de vigilância da escola registrou parte da ação dos criminosos. O caso será investigado por policiais da DEHS.

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou, por meio de nota à imprensa, que a empresa Visam presta serviço de segurança às escolas públicas estaduais da capital. Segundo a Seduc, as aulas na escola Dulcineia Valera foram suspensas nesta terça (10).

Publicidade
Publicidade