Sábado, 24 de Agosto de 2019
DINHEIRO

Eduardo Braga é o 7º parlamentar federal mais rico do Brasil e o 1º do Norte

Senador pelo Amazonas declarou em 2018 possuir R$ 31,6 milhões em bens. Fortuna de Braga cresceu R$ 15,1 milhões desde 2010, quando foi eleito pela 1ª vez para o Senado



eduardo-braga-rico_C7A30D87-F03C-497D-B582-712C8E2856FC.jpg Foto: Reprodução/Internet
18/02/2019 às 21:34

Líder do MDB no Senado, Eduardo Braga (AM) é o 7º parlamentar federal mais rico do Brasil e 1º entre os da região Norte. A informação foi destacada em levantamento divulgado, nesta segunda-feira (18), pelo site Congresso em Foco, especializado na cobertura política. Para as Eleições 2018, Braga informou à Justiça Eleitoral possuir R$ 31.624.764,31 em bens.

De acordo com as declarações de bens, o patrimônio de Eduardo Braga cresceu R$ 15,1 milhões entre 2010, quando foi eleito senador pela primeira vez e informou ter R$ 16.487.003,64, e o ano passado, em sua reeleição. Em termos percentuais, a alta milionária foi de 91,8%.

Apesar de liderar com uma folga de R$ 16,8 milhões o posto de parlamentar mais rico do Norte – o deputado Haroldo Alves Campos (PSD-RR), o 2º colocado tem R$ 14.822.011,10 –, Braga tem uma conta que não corresponde a um décimo da fortuna do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), o mais rico do País. Tasso declarou em 2018 possuir R$ 389.019.698,60.

Na publicação sobre o ranking de bens dos parlamentares, o Congresso em Foco destacou que a concentração de riquezas, que faz do Brasil um dos países mais desiguais do mundo, também chegou ao Congresso Nacional. Os 20 mais ricos acumulam mais da metade de todos os bens informados à Justiça eleitoral por todos os parlamentares, frisou o site. Eduardo Braga e Haroldo Alves Campos (19º) são os únicos do Norte no top 20.

Atila Lins é o 2º mais rico do AM

Deputado federal desde 1991, Atila Lins (PP) é o 2º parlamentar mais rico do Amazonas. Lins declarou à Justiça Eleitoral possuir R$ 2.434.990,10. Se comparado com 2006, o primeiro ano com informações sobre candidaturas disponibilizadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na internet, Lins dobrou o patrimônio, que era de R$1.200.174,00.

Na sequência da lista amazonense, aparecem:

- deputado Silas Câmara (PRB) - R$ 2.166.000,00

- senador Omar Aziz (PSD) - R$1.559.070,62;

- senador Plínio Valério (PSDB) - R$ 1.465.018,32;

- deputado José Ricardo (PT) - R$ 1.423.274,14

- deputado Sidney Leite - R$653.562,94;

- deputado Bosco Saraiva (SD) - R$ 605.154,08;

- deputado Marcelo Ramos (PR) - R$ 558.155,34.


Os deputados Capitão Alberto Neto (PRB) e Delegado Pablo (PSL) não declararam bens à Justiça Eleitoral.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.