Publicidade
Manaus
Manaus

Eduardo Braga se reúne com lideranças de Manaus e do interior para analisar cenário político local

Senador se reúne neste sábado (28), no espaço Classic Eventos, na Ponta Negra, com lideranças políticas da capital e do interior do Estado 28/09/2013 às 08:29
Show 1
Braga é pré-candidato ao governo do Amazonas
André Alves ---

O PMDB do Amazonas reúne neste sábado (28) com lideranças da capital e do interior do Estado para analisar o cenário político local e nacional e produzir, de acordo com o presidente da legenda, senador Eduardo Braga, um diagnóstico a curto, médio e longo prazo. Braga é pré-candidato ao governo do Amazonas. A reunião marcada para as 9h, no espaço Classic Eventos, na Ponta Negra, acontece a sete dias do fim do prazo para mudanças partidárias e na semana em que o vice-governador José Melo lançou disparos contra a legenda.

De acordo com o senador Eduardo Braga, a reunião servirá para que as diversas instâncias do partido, e lideranças com e sem mandato, avaliem o atual cenário político local e nacional e façam um balanço do trabalho desenvolvido pela legenda na capital e no interior. Braga garantiu que o encontro não tem como fim promover deliberações para as eleições 2014, mas informou que a sigla quer lançar, no ano que vem, uma “chapa forte” para deputados estaduais, federais e para o Senado Federal. Ele não comentou sobre sua possível candidatura ao governo.

“Queremos ter o sentimento do partido. Um diagnóstico de curto, médio e longo prazo”, comentou. “Ainda não é uma reunião para que a gente delibere sobre 2014. É um balanço para ouvir cada um dos municípios. São questões orgânicas do partido e também políticas. Queremos ouvir os vereadores, prefeitos, ex-prefeitos, candidatos a prefeito que não foram vencedores”, comentou. “Esse diálogo é um processo importante”, disse Braga.

Aproximação

De acordo com o secretário-geral do PMDB no Amazonas, Miguel Capobiango, o encontro deste sábado (28) tem como propósito aproximar Eduardo Braga das lideranças do partido na capital e no interior do Estado. Segundo ele, desde 2013 a sigla tentava organizar um encontro do senador com os membros do partido, mas as atividades parlamentares de Braga impediram que a reunião ocorresse antes. Eduardo Braga é líder do governo Dilma Rousseff no Senado Federal.

“Será uma conversa do senador com os parlamentares, lideranças de diretórios e filiados que estiverem lá. Estamos tentando fazer isso desde o final do ano passado, mas as atividades do senador não possibilitaram o dele contato com os diretórios”, comentou Miguel Capobiango. “É importante fazer esse contato, especialmente com as novas gestões do partido no interior”.

No Amazonas, o PMDB tem 17 prefeitos, 8 vice-prefeitos, 70 vereadores, quatro deputados estaduais e 36 ex-prefeitos.


‘Me senti um peixinho fora d’água’

O encontro do PMDB será realizado na semana em que o vice-governador José Melo afirmou, em juízo, que não tinha espaço no partido porque, segundo ele, só a vontade de Braga prevalece. Ele se disse desprezado pela legenda e reclamou que desde que migrou para o PMDB, em 2009, nunca participou das mídias do partido, nem durante as campanhas.

“O Omar havia saído de uma campanha para a Prefeitura de Manaus (em 2008) onde não foi sequer para o segundo turno. O povo do interior sequer o conhecia (na campanha de 2010). A mim conhecia. Eu coordenei a campanha (de 2010) e organizei as viagens ao interior, mas nunca tive direito à fala”, sustentou. “Minha fotografia sequer era colocada nos cartazes. Gravei dois programas de TV, mas não foram para o ar pela mesma razão que não apareci nos cartazes”, disse Melo. “Me senti um peixinho fora d’água dentro do partido. Achei que meu partido não dava a mim a importância que eu imaginava ter”, afirmou.

Publicidade
Publicidade