Publicidade
Manaus
VELÓRIO

‘Ela era a nossa mãe, o nosso pai’, diz filho de Delphina Aziz durante velório em Manaus

Mãe do senador Omar Aziz (PSD), “dona Delphina” faleceu na madrugada de hoje. Familiares, amigos e autoridades se despediram dela em cerimônia fúnebre 13/07/2018 às 12:00 - Atualizado em 13/07/2018 às 12:54
Show d5b42c7b 3ed5 44df a80c 4e34372df168
Foto: Junio Matos
Amanda Guimarães Manaus (AM)

“Ela era o nosso tudo”. Foi assim que a família de Delphina Rinalde Abdel Aziz, mãe do senador Omar Aziz (PSD), se despediu dela, na manhã desta sexta-feira (13), durante velório realizado na funerária Almir Neves, no Centro de Manaus. “Dona Delphina” morreu na madrugada de hoje em um hospital da cidade em decorrência de problemas de saúde.

A cerimônia fúnebre começou por volta das 10h. Com canções religiosas, familiares, amigos e autoridades se despediram de Delphina. Mais de 50 pessoas compareceram ao velório. Um padre também compareceu e falou palavras de consolo aos presentes, utilizando versículos da Bíblia que relatam a história de Lázaro.

Emocionado, um dos filhos de Delphina, Murad Aziz, afirmou que a mãe não se recuperou de um aneurisma cerebral sofrido há seis anos. “Ela estava se recuperando, mas de uns tempos para cá piorou muito. A nossa mãe foi internada e ficamos acompanhando o estado de saúde dela. Ontem, infelizmente, soubemos que ela faleceu. A nossa família está muito abalada. Mas quero agradecer por ter tido o prazer de conviver com uma pessoa tão maravilhosa”, disse o filho.

Murad também destacou que a mãe deixou um legado inquestionável. “Ela era a nossa mãe, o nosso pai, a nossa tia, a nossa filha. Ela era o nosso tudo. Ela era o nosso colo quando chorávamos”, afirmou.

Amizade de longa data

Amiga pessoal e funcionária, Maria Raimunda, de 54 anos, trabalha na casa de Delphina há mais de 20 anos e comentou sobre o carinho construído entre elas durante o passar dos anos. “Cheguei na casa da ‘dona Delphina’ por meio de uma amiga há 20 anos e até agora não sai. Ela era uma mãe para mim. Cuidou de mim durante todo esse tempo e saber da morte dela é muito difícil. Nos últimos dias ela se despediu de todas as pessoas próximas”, revelou.

Segundo Maria Raimunda, a “dona Delphina” tratava os funcionários como parte da família. “Acho que minha ficha não caiu até agora. Não tenho palavras para descrever o legado que a Delphina deixou na minha vida. Ela me ensinava todos os dias muitas coisas. Um momento muito difícil”, destacou “Ray”, como Delphina gostava de chamá-la.

Sepultamento

Após o velório na funerária Almir Neves, o corpo de Delphina Abdel Aziz deverá ser sepultado às 16h no Cemitério São João Batista, localizado na avenida Boulevard Álvaro Maia, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Publicidade
Publicidade