Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2020
MISSA DE DESPEDIDA

‘Ele combateu um bom combate e fui testemunha’, diz padre sobre Arlindo Jr.

Padre Edson Ausier, da igreja São Paulo Apóstolo, celebrou missa de despedida do Pop da Selva durante velório na tarde desta segunda-feira (30). Emoção tomou conta do ambiente durante reza pelo artista



dfee2b9e-acb5-4960-b0c9-a7010b5000a6_D75F01FF-59DD-4E61-8793-B90147D7E544.jpg Foto: Gabriel Veras
30/12/2019 às 16:54

A despedida ao lendário levantador de toadas do Caprichoso, Arlindo Júnior, na capital amazonense continuou na tarde desta segunda-feira (30), no Centro de Convenções Vasco Vasques, com a celebração de uma missa em homenagem ao cantor, por volta das 15h.

A missa foi celebrada pelo padre Edson Ausier, da paróquia São Paulo Apóstolo. Em seu discurso, o padre ressaltou que, para os fiéis, a morte não é o fim de tudo.



“Arlindo lutou, mas chegou ao limite da sua história. Ele combateu um bom combate e eu fui testemunha disso. E mais importante, Arlindo encontrou-se com a fé em Jesus Cristo”, ressaltou.

Em seguida, o sacerdote pediu que os presentes estendessem suas mãos em direção ao corpo de Arlindo e que rezassem por ele. A emoção tomou conta do ambiente quando todos deram as mãos e rezaram o Pai Nosso.

Após a missa, o velório seguiu e mais uma vez o público pôde ter um último contato com o levantador de toadas. Amanhã, o corpo de Arlindo segue para Parintins, onde receberá homenagens, e volta para Manaus, onde será sepultado.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.