Sexta-feira, 28 de Fevereiro de 2020
SAUDADE

‘Ele disse que morreria pregando’, afirma mãe de evangélico morto por ônibus em Manaus

Sidney, 41, foi atropelado numa parada de ônibus enquanto evangelizava. Em entrevista exclusiva, mãe dele falou da tragédia e da saudade do filho



saudade_de_m_e_339B43F6-1B7B-48E0-A641-B5E1646D78B2.JPG Maria Zuleide estava em Fortaleza quando recebeu a notícia da morte do filho (Foto: Jander Robson/FreeLancer)
28/11/2018 às 13:07

“Ele disse que iria morrer pregando a palavra de Deus, se essa foi a vontade do Senhor, ele foi em paz”, revelou Maria Zuleide de Brito Ferreira, 63, mãe do obreiro Sidney Ferreira Matos, 41, morto na última quarta-feira (21) ao ser atropelado por um coletivo da linha 042 em um ponto de ônibus na avenida Margarita, bairro Nova Cidade, Zona Norte de Manaus.

De acordo com ela, Sidney era um excelente homem, respeitoso e querido por todos onde passava ou morava. Há cinco dias na cidade, dona Maria Zuleide, que veio de Fortaleza para Manaus, relatou que o filho sempre foi frequentador de igreja e gostava de pregar a palavra de Deus por onde passava. “Ele gostava do que fazia, por isso disse que morreria pregando a palavra”, contou.



Sidney nasceu em Fortaleza e morava em Manaus há dez  anos. Ele saiu do Nordeste, veio para a capital amzonense morar com o pai e, aqui, conheceu aatual companheira, com quem teve três filhas, uma de 3 anos, outra de 5 e uma de 6. Todas sentem falta dele e ainda perguntam do pai quando voltam para casa. “Uma delas está com febre desde o dia do acidente e sempre chora quando lembra”, contou.

Notícia em Fortaleza

Dona Maria retornava da igreja, em Fortaleza, onde reside, quando recebeu a notícia de que Sidney, o segundo filho, havia sido morto em um acidente. “Quando estava chegando em casa vi meus primos. Um deles disse que vinha dar um recado do Leno (pai de Sidney), e meu coração já ficou aflito. Foi quando vi alguns chorando e, quando perguntei, eles confirmaram que ele havia sofrido um acidente”, relatou.

Sidney foi atingido pelas costas quando pregava a palavra de Deus em um ponto de ônibus no Nova Cidade. Segundo a Polícia Militar, o coletivo 042 desviou de uma picape que cortou a frente ao fazer uma manobra irregular e o condutor acabou perdendo a direção e indo de encontro com a parada de ônibus. No local quatro homens foram atingidos, mas somente Sidney morreu.

Investigações do caso

O delegado Luís Humberto Monteiro, titular da Delegacia Especializada em Acidente de Trânsito (Deat) e responsável pela investigação, afirmou que o motorista do coletivo, identificado como Luciano da Silva de Souza, deve se apresentar na manhã de hoje à delegacia. Ele deve prestar o primeiro depoimento após o acidente. “Depois do acidente, ele ficou bastante abalado com toda a situação, tanto que sumiu. O advogado dele disse que vai se apresentar amanhã (hoje)”, explicou.

O delegado afirmou ainda que Luciano será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar.  “Ainda não o ouvimos. O que temos são testemunhas que viram quando ele desviou de outro carro e acabou, de forma infeliz, atingindo a parada”, finalizou o delegado da Deat.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.