Publicidade
Manaus
MAIS MORTES

‘Ele planejava a maior chacina da história do Amazonas’, diz delegado Juan Valério

De acordo com titular da DEHS, ‘Mano Kaio’ planejou ataque a traficantes do Igarapé do 40 e queria que todas as testemunhas fossem mortas 23/08/2017 às 10:47 - Atualizado em 23/08/2017 às 10:59
Show k
(Foto: Winnetou Almeida)
Amanda Guimarães Manaus (AM)

Durante a apresentação do integrante da Facção Família do Norte (FDN), Kaio Wellington Cardoso dos Santos, 25, conhecido como "Mano Kaio", o titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Juan Valério, deu detalhes sobre o plano do homicida e traficante.

Juan Valério contou que Kaio planejava um ataque aos traficantes do Igarapé do 40 e que a série de mortes entraria para história do Amazonas. "Conseguimos interceptar um ataque que atingiria criminosos do Igarapé do 40. Ele passava detalhe e a logística de como os crimes aconteceria”, contou o delegado.

“Kaio falava que seria uma chacina que entraria para a história do Amazonas. Pediu que todas as testemunhas fossem mortas, pois queria matar os soldados que trocaram de facção. Não posso detalhar o resto, segue em segredo de justiça", completou o delegado, acrescentando que o Kaio tinha ligações com criminosos do Peru e Colômbia.

O titular da DEHS, explicou que "Mano Kaio" foi preso após investigações de dois meses. O criminoso deverá ser encaminhado para uma unidade de regime fechado do Amazonas. Não existe previsão para que ele seja transferido para uma unidade de segurança máxima em outro estado do Brasil.

Na delegacia, Kaio negou os crimes mas pediu desculpas. "Quero pedir desculpa para toda a sociedade. Estou sendo acusado de muita coisa que não cometi. Não confesso envolvimento em todos os crimes. Só peço desculpas para as famílias das pessoas que foram mortas também", disse Kaio. Questionado se tem medo de morrer dentro da cadeia, Kaio afirmou que todo mundo tem medo de morrer.

Publicidade
Publicidade