Publicidade
Manaus
Manaus

Eletrobrás corta energia de barracões das escolas de samba de Manaus após descobrir ‘gatos elétricos’

Uma das ligações clandestinas era puxada de um poste e passava por debaixo de um bueiro até chegar aos galpões das agremiações Sem Compromisso e Reino Unido 14/01/2014 às 15:07
Show 1
Eletrobrás corta energia dos barracões das escolas de samba de Manaus após descobrir gato elétrico
Vinicius Leal ---

A um mês e 15 dias para acontecer o desfile das escolas de samba de Manaus no Carnaval 2014, Eletrobrás Amazonas Energia interrompeu o fornecimento de energia elétrica dos barracões das escolas do grupo especial, na manhã desta terça-feira (14), após encontrar cerca de 200 metros de fios elétricos ilegais em três ligações clandestinas no local.

Durante fiscalização, os técnicos da Eletrobrás descobriram um “gato elétrico” em um transformador de energia irregular localizado ao lado do galpão da agremiação Alvorada, onde fios elétricos eram puxados desse transformador para dentro do barracão dessa escola. Como a concessionária não foi autorizada entrar nesse galpão, não se sabe se mais agremiações utilizavam essa ligação clandestina para ter energia elétrica.

Outras duas irregularidades foram verificadas nos galpões das escolas Sem Compromisso e Reino Unido. Nesse caso, a ligação clandestina era puxada de um poste elétrico localizado em frente aos dois barracões, na avenida do Samba. Fios passavam por um pequeno buraco na base do poste e atravessavam a avenida do Samba através de um bueiro até chegar dentro dos barracões.

“Nas três situações se verifica o aspecto de insegurança porque há condutores de energia expostos e com emendas. Isso aumenta consideravelmente o risco de acidente como um curto-circuito”, informou o assistente da diretoria comercial da Eletrobrás, Geraldo Alves, responsável pela fiscalização. No domingo (12), a Justiça do Trabalho interditou quatro barracões no local por apresentarem condições precárias de saúde, higiene e segurança no trabalho.

Apenas no galpão da Reino Unido que os técnicos da Eletrobrás foram permitidos entrar. Esse barracão recebeu aprovação do Ministério Público do Trabalho (MPT) durante vistoria realizada nesta segunda (13) por ter condições adequadas de segurança como rota de fuga, equipamentos e extintores. Porém, no local foi encontrada uma churrasqueira com carvão ao lado de um carro alegórico, possivelmente usada para assar carnes e peixes, sendo um alto risco para incêndio.

No entorno da avenida do Samba o cenário é de total abandono, onde se vê muito lixo e mato. Os destroços de antigos carnavais, como estruturas metálicas de carros alegóricos e adereços, continuam espalhados pelo local. A energia usada nos barracões, que já era irregular por não ser contabilizada pela Eletrobrás, foi totalmente desligada até que tudo seja regularizado.

“Após apuração e elaboração de processo administrativo, conforme orientações da Aneel (Agencia Nacional de Energia Elétrica), vamos apresentar valores relativos a essa energia elétrica que não foi faturada. É um valor que não conseguimos precisar no momento da inspeção”, disse Geraldo Alves. Os barracões só terão energia de novo quando os responsáveis das agremiações procurarem a Eletrobrás para regularizar a situação.

Veja galeria de imagens aqui.

Publicidade
Publicidade