Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2020
NA ZONA LESTE

Em 15 anos, Prato Cidadão do Jorge Teixeira serviu 1,53 milhões de refeições

Ação social do governo é dedicada para os migrantes, moradores de rua, desempregados, estudantes, vendedores, donas de casa e aposentados. Eles pagam apenas R$ 1 por cada prato de comida



prato1_675E0D5A-192F-4C9C-9122-C190F4176141.JPG Foto: Jander Souza / Secom
13/12/2019 às 07:33

Com um total de 1,53 milhão de refeições servidas para um contingente de 38,84 mil clientes, o Restaurante Popular Prato Cidadão, do Jorge Teixeira, completa 15 anos nesta sexta-feira (13/12), com o compromisso de continuar oferecendo diariamente às pessoas em situação de insegurança alimentar uma alimentação balanceada e nutritiva, ao preço simbólico de R$ 1,00. O projeto do Governo do Amazonas é administrado pela Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), por meio do Departamento de Proteção Social Básica (DPSB), e gerenciado pela Gerência de Segurança Alimentar (GSAN), contando com o patrocínio da fabricante Yamaha Motor.

Entre janeiro e novembro de 2019 foram servidas no local 108,40 mil refeições para um total de 22,44 mil pessoas. O público-alvo dessa ação governamental são os migrantes, moradores de rua, desempregados, estudantes, vendedores, donas de casa e aposentados. Visando dar maior comodidade e garantia de refeição para todos os usuários, o restaurante trabalha com venda de senhas, com quantidade e horário pré-definido. São servidas diariamente em torno de 500 refeições, cujas senhas começam a ser vendidas a partir das 8h. O horário do almoço inicia às 12h e se estende até às 13h. O cardápio, elaborado pela V.V Refeições, há 18 anos no mercado servindo alimentação coletiva, possui nutrientes necessários a alimentação humana.



Combater fome 

Como coordenadora da política social do governo estadual, a direção da Seas atesta que o programa representa o compromisso do Governo do Amazonas com o combate à fome. Além do Prato Cidadão do Jorge Teixeira, a Seas administra mais três restaurantes populares: Centro, Compensa e Novo Israel.

Nos restaurantes, além de oferecer uma refeição saudável, balanceada, e de alto teor nutritivo, o Governo se preocupou em proporcionar à população carente um ambiente climatizado e acolhedor, para que essas pessoas possam fazer suas refeições com tranquilidade e conforto. Arroz, feijão, salada, legumes, purê, macarrão, carne, frango ou peixe são os itens do cardápio oferecido à população, além de sucos.

O Prato Cidadão faz parte do Projeto de Garantia do Direito à Alimentação Adequada e é mantido por meio de uma parceria público-privada, coordenada pelo Instituto Adalberto Idamazi. O Programa Restaurante Popular é uma iniciativa do Governo Federal, integrada à rede de ações e programas do Fome Zero, política de inclusão social estabelecida em 2003, junto ao Governo do Amazonas, voltada às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social (migrantes, moradores de ruas, desempregados, entre outros).

De acordo com a gerente de Segurança Alimentar da Seas, Kaliny Alves, o restaurante é a forma de garantir um direito protegido pela Constituição Brasileira, via Emenda Constitucional n° 64/2010. A gerente aponta que as pessoas têm direito a uma alimentação adequada, segura, amparada por vários profissionais que se comprometem em promover a segurança alimentar.

Parcerias público-privadas 

Para realizar esse trabalho, o Governo conta com a parceria de empresas conceituadas no mercado que financiam parte do projeto. O Prato Cidadão do Jorge Teixeira conta com o subsídio da Yamaha Motor, enquanto a empresa V.V Refeições produz os alimentos.

A Coca-Cola subsidia o Restaurante Prato Cidadão do Centro, ficando a Sodexo responsável pelas refeições; a empresa Innova subsidia as refeições do Prato Cidadão da Compensa, cabendo a Sodexo fazer as refeições. O Prato Cidadão de Novo Israel é financiado pela Seas, enquanto a refeições estão a cargo da A.J Refeições.

Outro serviço administrado pela Seas são as cozinhas localizado nos bairros Alfredo Nascimento, Rio Piorini e Parque São Pedro – Carbrás. O serviço é gratuito, financiado pelo Governo do Estado, e funciona de segunda a sábado, do meio-dia às 15h. O Governo do Estado distribui, em cada local, aproximadamente 1.500 porções (sopa), totalizando mais de 80 mil porções mensais nas três unidades. A sopas são produzidas pela A.J. Refeições.

Confira os endereços dos Restaurantes Prato Cidadão

Centro: Rua dos Andradas, 465, próximo à Feira da Banana

Novo Israel: Rua Bom Jesus, s/nº, entrada do Novo Israel, entre a Delegacia e o Caic

Compensa: Rua Amazonas, 315, Compensa I

Jorge Teixeira: Rua Cássia Baiana, 340, próximo à Escola Estadual Vasco Vasques

Cozinhas

Parque são Pedro: Rua Edwirges, s/nº, antiga rua Plácido (Invasão da Carbrás)

Rio Piorini: Alameda Rio Negro, s/nº, esquina com a Rua Amazonas

Alfredo Nascimento: Rua Marcos Cavalcante s/nº, esquina com a rua 2

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.