Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020
LEVANTAMENTO

Em 2019, Governo do Amazonas economizou R$ 324 milhões em licitações

Central de compartilhamento do governo do estado deu agilidade para secretarias, órgãos estaduais e autarquias na distribuição de produtos e serviços para população



images__5__A5C284F1-B61C-41F0-8854-0B5ED22CB420.jpg Foto: Divulgação
02/01/2020 às 13:58

O Centro de Serviços de Compartilhados (CSC) economizou R$ 324.850.641,44 (trezentos e vinte quatro milhões, oitocentos e cinquenta mil, seiscentos e quarenta e um reais e quarenta e quatro centavos), quantia equivalente a uma economia de mais de 20% de tudo que o Estado licitou no ano de 2019.

No mês de dezembro, o CSC economizou o valor de R$ 29.944.420,75 (vinte e nove milhões, novecentos e quarenta e quatro mil, quatrocentos e vinte reais e setenta e cinco centavos) equivalente a uma economia de 25,38% do valor licitado.



Para realizar a economia, o CSC analisa as necessidades dos órgãos do Estado do Amazonas, os quais instruem os processos de licitação com o valor estimado pela Administração. A partir deste valor de referência, o pregoeiro do Centro de Serviços negocia com os licitantes com o intuito de diminuir o valor das mercadorias/serviço, gerando economia para o Estado. Todo o trâmite é feito por meio do portal de compras do Estado do Amazonas e em observância aos ditames da Lei de Licitações (Lei 8.666/93).

Na avaliação do presidente do CSC, Walter Brito, os resultados obtidos no ano de 2019 foram muito satisfatórios.

“Estamos felizes com os resultados obtidos no ano que passou. Visamos não somente a compra mais barata, mas a melhor para o Estado. Para o ano de 2020 esperamos manter a economia, trabalhando sempre de forma séria, ágil e transparente”, concluiu Walter.

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.