Quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
LEI SECA

Em 8 horas, Detran-AM flagra 56 motoristas embriagados em Manaus

Nove foram presos durante o final de semana na capital por misturar direção e bebida. "Quero conclamar a população para que a gente tenha a contribuição no sentido de ter a consciência de dirigir com responsabilidade", apela Rodrigo Sá, diretor-presidente do Detran-AM



WhatsApp_Image_2019-12-29_at_16.34.39__1__4F15E5C2-9624-4265-BD3D-B011FCC40726.jpeg Foto: Michael Dantas
29/12/2019 às 16:44

Durante operação Lei Seca realizada na noite de sábado (28) e madrugada de domingo (29/), o Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) flagrou 56 motoristas dirigindo alcoolizados. Esse é o maior quantitativo do ano de pessoas flagradas em uma única noite cometendo a infração. A operação, que durou cerca de 8 horas, também foi responsável pela prisão de nove pessoas pelo crime de embriaguez ao volante e testou 863 condutores no exame do bafômetro.

Ao todo, foram fiscalizados 856 veículos nas avenidas Djalma Batista e Maneca Marques, localizadas na zona centro-sul, e Coronel Teixeira, na zona oeste. Também foram emitidas 207 multas pelas mais diversas infrações. Trinta e oito veículos foram removidos ao parqueamento do órgão, por não apresentarem as condições necessárias para circulação de acordo como prevê o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Os agentes do Detran-AM ainda recolheram, 47 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e 42 Certificados de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLVs).



O diretor-presidente do Detran-AM, Rodrigo de Sá, reforça a intensificação da operação Lei Seca, principalmente, nesse período festivo. “Na noite ontem, intensificamos as fiscalizações, naturalmente pela chegada das festas de fim ano. E, como a gente bem sabe, as pessoas costumam, nesse período, confraternizar mais e também abusar mais do álcool, fazendo a combinação indesejada e nefasta do álcool e direção. Então, é natural que nós estejamos nas ruas para combater aquelas pessoas que ainda insistem em fazer o uso indevido da bebida alcoólica, transformando seu automóvel em uma verdadeira arma, podendo vir a ceifar vidas o transito".

O titular do Detran pediu o apoio da população para o trânsito ser mais seguro neste período. "Quero conclamar a população para que a gente tenha a contribuição no sentido de ter a consciência de dirigir com responsabilidade. Quero dizer também que o poder público, o Governo do Estado e o Detran Amazonas estarão nas ruas para ofertar segurança no trânsito, salvar vidas e ter um final de ano seguro e sem vítimas fatais”, acrescentou.

Operação continua em janeiro

A operação Lei Seca ganhou o reforço durante as festividades de fim de ano e ocorrerá todos os dias até a primeira semana de janeiro. Durante a virada do ano, o Departamento realizará operação Lei Seca a partir 18h do dia 31 de dezembro. A fiscalização contará com um efetivo de aproximadamente 80 agentes de trânsito do Núcleo Especializado em Operações de Trânsito (Neot) do Detran-AM, da Polícia Civil e do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

O Departamento realizará ações em cinco locais, sendo três pontos fixos e dois itinerantes, que atuarão em diversas zonas da capital. A fiscalização contará com o apoio de 30 viaturas, além de oito motocicletas.  No interior do Estado, e nas entradas e saídas da cidade, a fiscalização ocorrerá por meio da Polícia Militar.

Lei Seca

Os condutores foram autuados por embriaguez ao volante ou recusa ao teste do bafômetro e terão de pagar multa no valor de R$ 2.934,70, além de responderem a processo administrativo no Detran para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses.

Nove dos condutores autuados, além das penalidades, também responderão na Justiça por crime de trânsito porque apresentaram índice a partir de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido no bafômetro. Se condenados, poderão cumprir de seis meses a três anos de prisão, conforme prevê a Lei Seca, também conhecida como “tolerância zero”.

Os motoristas flagrados na Operação Lei Seca foram enquadrados na Lei 12.760/2012, que garante a todos aqueles flagrados em fiscalizações de trânsito direito à ampla defesa, até que a CNH seja efetivamente suspensa. Se o condutor voltar a cometer a mesma infração dentro de 12 meses, o valor da multas será dobrado e a CNH cassada.
 

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.