Sábado, 20 de Abril de 2019
publicidade
1.jpg
publicidade
publicidade

Manaus

Em crise, Instituto de Desenvolvimento Tecnológico demite 25 em Manaus

Redução no quadro de funcionários, segundo INDT, foi regulada pela instabilidade do mercado brasileiro e pelo redirecionamento do foco de investimento da empresa


26/05/2015 às 10:18

O Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) - antigo Instituto Nokia de Tecnologia - anunciou ontem o desligamento de 25 funcionários que atuavam em sua planta, em Manaus. O número representa aproximadamente 10% do efetivo empregado na instituição.

A redução no quadro de funcionários, segundo a assessoria do instituto, foi regulada pela instabilidade do mercado brasileiro e pelo redirecionamento do foco de investimento da empresa.

De acordo com o INDT, as mudanças na estrutura organizacional que afetou a unidade em Manaus foram necessárias para a adequação do instituto às constantes transformações do mercado de tecnologias móveis. “Um intenso trabalho rumo à redefinição de nossas áreas de foco e o investimento em infraestrutura e desenvolvimento de competências reafirmaram nossa aptidão em responder com agilidade à dinâmica que movimenta este segmento para promover soluções sempre alinhadas com os interesses e necessidades de seus clientes e parceiros”, informou a nota enviada pela assessoria.

Os funcionários desligados pertenciam a setores técnicos e às equipes gerencial e de suporte. Um novo corte não foi descartado, mas não está previsto, segundo a empresa. O instituto também afastou o risco de fechamento da unidade em Manaus.

“Em um cenário de mudanças em que a perspectiva de demissões seria expressiva, - já que havia a necessidade de adaptar o perfil de seus profissionais – prevaleceu a opção de investir na qualificação e fortalecimento do time. Essa opção, intensificada entre os anos de 2013 e 2015, reduziu muito o número de profissionais que precisariam deixar o Instituto”, informou em nota a assessoria, sem detalhar o número de desligamentos na unidade.

Recife

Na semana passada, a diretoria do INDT decidiu pelo encerramento das atividades no Recife (PE). A maior parte dos funcionários da unidade pernambucana foi desligada, alguns foram transferidos para as outras plantas da empresa em Manaus, Brasília e São Paulo, e um pequeno percentual segue trabalhando remotamente no Recife.

INDT

O INDT é o antigo Instituto Nokia de Tecnologia e hoje, presta serviço principalmente à Microsoft - que adquiriu parte das operações da Nokia, além de outras empresas com as quais estabeleceu parcerias. O centro deatua com Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), sobretudo na área de tecnologia móvel. Com a reestruturação, a empresa se prepara para abranger outras áreas de desenvolvimento. Atualmente, possui unidades em funcionamento nas cidades de Manaus, Brasília e São Paulo.

publicidade
publicidade
Bolsonaro e Paulo Guedes se contradizem ao falar sobre Zona Franca de Manaus
Jerônimo Antunes renuncia do cargo no Conselho da Petrobras
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.