Publicidade
Manaus
Manaus

Em Manaus, detentos tentam justificar crimes com as desculpas mais esfarrapadas possíveis

Equipe do Manaus Hoje foi às delegacias da capital e ouviu as ‘lorotas mais criativas e sem cabimento’ que os criminosos contam para tentar se safar 09/02/2015 às 13:25
Show 1
Uma das histórias foi a do mecânico Wanderson Carlos, que ainda se dizia apaixonado pela ex-companheira e simplesmente enfiou uma chave de fenda nela
Fábio Oliveira Manaus (AM)

Furei “por amor”, matei “para ficar bonito no Natal e porque vou ser pai e não posso ficar feio”, estuprei porque “ela me trancou no quarto e disse que só me liberava se eu desse um brinquedo”, fotografei minha filha em posições eróticas “para mostrar à minha mulher que ela não era nenhuma santinha”, espanquei minha esposa “para acertar o nosso casamento”, essas justificativas “esfarrapadas”, entre outras várias, foram apresentadas, em depoimento oficial, para delegados e delegadas do Amazonas.

A titular da Seccional Oeste, no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegada Suely Costa, prendeu em dezembro de 2014 o homicida Huederson Paulino de Melo, o “Moicano”, 22, por ter participado do latrocínio de Antônio Marcos Carpino de Lima, 23, e José Luiz de Souza, 51. Eles foram esquartejados e jogados no Rio Negro.

Levado até o 19º DIP, na Ponta Negra, Zona Oeste, para prestar depoimento, “Moicano” alegou que roubou, matou e esquartejou para ficar bonito nas festas de fim de ano. Conforme a delegada Suely Costa, ele disse que precisava de dinheiro para comprar roupas novas, pintar e cabelo e fazer as sobrancelhas.

Outras desculpas cínicas foram presenciadas pela titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), Linda Glaucia. Ela contou à reportagem que, certa vez, prendeu um homem que fotografava a própria filha de 9 anos em posições eróticas mostrar à mãe que ela não era “nenhuma santinha”.

Em outra prisão, a delegada Linda Glaucia se espantou com a justificativa de um homem de 30 anos suspeito de estuprar uma criança de apenas 6 anos de idade dentro de uma quitinete. No banco do réu, cara a cara com a autoridade policial, o agressor disse que tinha sido vítima de uma menina indefesa de apenas 6 anos, que o trancou dentro da quitinete e exigiu um brinquedo e que, se não entregasse, não iria liberá-lo.

Na Delegacia Especializada em Crimes contra a Mulher (DECCM), localizada na avenida Mário Ypiranga, antiga Recife, Zona Centro-Sul, também há casos incríveis.

A ex-titular, delegada Catarina Torres, que ficou lotada há 16 anos na unidade, recebeu um homem que espancou a esposa porque sonhou que ela o estava traindo. Outro caso que ela relembrou foi de um homem que espancou a mulher e, para se defender, disse que um frango congelado havia caído em seu rosto. Conforme a delegada, o rosto da mulher aprensentava claras marcas de agressões físicas.

O caso mais recente é o do mecânico Wanderson Carlos da Silva Pinheiro, o “Wan Wan”, 35. Ele espancou e esfaqueou o pulmão da ex-companheira, Fabiana Leite Ferreira, 35, com uma chave de fenda, após não conseguir reatar o relacionamento. Segundo a titular do anexo da DECCM, delegada Débora Mafra, o suspeito alegou que fez tudo por amor. O caso aconteceu no bairro Tancredo Neves, Zona Leste. Durante coletiva de imprensa, o suspeito disse que a amava muito e que a furou por amor, pois gostava muito dela.

Tentativa cara de pau de escapar da pena

A titular do anexo da DECCM, delegada Débora Mafra, acha que os suspeitos, quando presos em flagrante, usam essas justificativas em depoimento para tentar sensibilizar a autoridade policial, fazendo com que o sentimento de compaixão seja absorvido pelo delegado ou delegada e, em troca, o mesmo possa oferecer o perdão e a liberdade. Porém, com a Lei, isso não funciona.

Outra é porque alguns se acham “dono” da companheira e acreditam que é propriedade particular, podendo fazer o que bem entender. “Além de ser uma forma de sensibilizar, eles (suspeitos) acham que são donos da mulher e que podem fazer qualquer coisa com elas. Umas saem dessa relação conturbada e agressiva, mas muitas continuam com os companheiros”, explicou a delegada Débora Mafra, ao informar ainda que, certa vez, um homem foi preso por espancar a mulher e, em sua defesa, disse que era para corrigir o casamento.

“Muitos se acham possessivos, acham que a mulher é dele e ponto final, mas, discussão é uma coisa e quando passa para a agressão, o cenário muda e muitos suspeitos acham que é normal isso”, complementou a delegada.

PRISIONEIRO

Estuprador disse que foi vítima de uma criança de 6 anos, de que sofreu um sequestro e ficou preso após ser ameaçado por ela. O estuprador disse que só seria solto pela menina, quando desse a ela um brinquedo, por incrível que isso pareça.

CASAMENTO BLINDADO?

Seu relacionamento não está bom? Acha que você e a esposa precisam de uma DR? Que nada. Um homem encheu a esposa dele de porrada para que o casamento entrasse nos eixos e eles fossem felizes para sempre. Pode uma coisa dessas?

FRANGO MIKE TYSON

Um marido foi preso depois de arrebentar a cara da mulher, e, quando chegou para dar o depoimento, jurou por Deus que o frango do congelador teria acertado a cara da esposa e que, por isso, ela estava com tantos ferimentos na face. Coitada.

VAIDOSO?

O sujeito assalta, mata, esquarteja e some. Quando é preso, diz á polícia que fez isso para ter dinheiro e ficar bonito quando o Papai Noel chegasse para o Natal. Teve um que queria dinheiro para se arrumar nas festas do fim de ano e fazer as sobrancelhas. Ui!

DOENTE

Um pai desnaturado guardava muitas fotos dentro do celular, com a filha de 9 anos em poses eróticas. De acordo com ele, tudo era feita para que a mãe, quando visse as fotos, percebesse que a filha não era uma santinha como parecia ser!

É o amor!

Flores? Chocolate? Viagem? Não. O homem apaixonado de verdade enfia a chave de fenda na sua amada. Quer prova de amor mais forte que essa? Por sorte a mulher não morreu e o galã está preso. Ele diz que fez tudo isso porque ama demais.

Publicidade
Publicidade