Publicidade
Manaus
Manaus

Em Manaus, há mais mototaxistas aprovados que vagas em licitação

Quantidade de licitantes que obtiveram 60 pontos é maior do que as 1.635 vagas. Seleção terá de ser feita por sorteio 28/08/2015 às 10:41
Show 1
Regulamentação da atividade de mototaxista é reivindicação da categoria. Licitação é uma das ações para atingir o objetivo comum aos mototaxistas e poder público
Náferson Cruz ---

A licitação do serviço de mototáxi continua em fase de interposição de recursos que serão julgados pela Comissão Especial de Licitação (CEL) da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU). O prazo para o recebimento dos recursos iniciou na terça-feira (25) e se estende até a segunda-feira (31).

Concluído este prazo e o julgamento dos recursos recebidos, uma lista definitiva contendo a pontuação e classificação será publicada. Esta é uma das últimas etapas da concorrência pública que vai selecionar 1.635 permissionários para o serviço.

Após a divulgação da lista com a classificação, será marcada a data para um sorteio dos concorrentes que alcançaram 60 pontos. Porém os licitantes que empataram com 60 pontos deverão passar por sorteio, conforme explica o superintendente da SMTU, Pedro Carvalho. “A licitação está ofertando 1,6 mil vagas, mas o número de classificados é maior. Como a quantidade de licitantes que obtiveram os 60 pontos é maior do que a de vagas, a única forma de selecionar é através de um sorteio”, explicou o superintendente.

De acordo com a SMTU, os critérios de classificação foram estabelecidos no edital da licitação. Foi considerado, principalmente, a experiência dos profissionais. A previsão é que a análise dos recursos e a realização do sorteio sejam concluídas nas próximas semanas e o resultado final da licitação seja publicado até o início de setembro.

Alternativo

Quanto a licitação do alternativo, a SMTU informa que está no processo de julgamento do envelope 01 referente a documentação de habilitação. Nos próximos dias deverá ser divulgada a relação dos licitantes habilitados para concorrer a segunda fase do certame. De acordo com o superintendente, a licitação para o serviço já está em andamento. “A situação do transporte alternativo será normalizada com a licitação. O certame está em fase de análise de documentação e em breve será divulgado a reação dos habilitados a continuarem no processo”, assegurou Carvalho.

Na segunda-feira (24), a SMTU determinou a retirada de circulação de 60 operadores do serviço de transporte alternativo, decorrente de uma Ação Civil Pública, iniciada em 2008, que tem como requerente o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE).

 Táxi-frete reivindica regulamentação

Uma “Audiência Pública” realizada ontem, no auditório da Aleam, reuniu cerca de 200 motoristas que atuam no segmento de táxi-frete. A ação contou com representantes da categoria e de órgãos responsáveis por questões de transporte público na capital.

Recursos

O prazo para a interposição de recursos começou na terça-feira (25). Os recursos poderão ser entregues até o dia 31, na sede administrativa da SMTU, na rua Barão de Indaiá, 330, no bairro de Flores (próximo ao Residencial Sollarium), Zona Centro-Sul, no horário de 9h às 13h30.

Publicidade
Publicidade