Sábado, 17 de Agosto de 2019
gesto de carinho

Em Manaus, mulheres que lutam contra o câncer recebem dia de beleza na FCecon

Aproximadamente 100 pacientes que fazem tratamento na unidade de saúde passaram pelas mãos de maquiadores e cabeleireiros no Dia Internacional da Mulher



fcecon.JPG Fotos: Jair Araújo
09/03/2018 às 09:12

Gestos de carinho e amor fazem a diferença na vida de mulheres que travam uma luta diária contra o câncer no Amazonas. Em muitos períodos, como o das seções de quimioterapia, quando muitas perdem os cabelos, elas ficam tristes e com baixa autoestima.

Na manhã de ontem, aproximadamente 100 pacientes que fazem tratamento na Fundação Centro de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) passaram pelas mãos de maquiadores e cabeleireiros. O resultado positivo pôde ser visto na hora: elas esqueceram as doenças e se emocionaram com as demonstrações de amor. O evento foi em alusão ao Dia Internacional da Mulher, comemorado ontem.

A dona de casa Rejane Mamed, de 46 anos, foi diagnosticada com câncer no colo do útero há quatro anos, ficou abalada emocionalmente e ainda têm momentos de tristeza ao longo do tratamento na FCecon. Para a paciente, ações de embelezamento que valorizam as mulheres são fundamentais para quem está numa batalha para vencer a doença.

“Esse gesto é muito importante, é um gesto lindo, mas deveria acontecer todos os dias do ano. Mulheres precisam ser mais amadas e valorizadas, principalmente a gente que está lutando contra um câncer. Nossa autoestima fica muito baixa”, disse.

A felicidade também estava estampada no rosto da paciente Maria Raimunda Moraes da Silva, de 64 anos. Ela teve os cabelos cortados e também foi maquiada. “Acho muito bom quando acontece esse tipo de ação. A gente se sente mulher, se sente mais ser humano, coisas que essa doença tira da gente”, contou. Maria Raimunda foi diagnosticada com câncer de mama há oito anos, passou por cirurgia e atualmente faz acompanhamento com especialistas. “Além de um atendimento médico de alta qualidade, a gente precisa se sentir amada como estamos nos sentindo hoje com essa ação dos funcionários”, disse.

Na fila aguardando a vez para cortar os cabelos, a dona de casa Maria Vera Lopes da Silva, de 55 anos, falou sobre a importância de eventos que “resgatam” a autoestima das mulheres em períodos de sofrimento como o diagnostico e tratamento contra os vários tipos de cânceres. Ela foi operada há dois meses de um câncer no colo do útero.

“Hoje é um dia muito importante para as mulheres, nós precisamos ser cuidadas. Existem muitas mulheres que estão sofrendo com a mesma doença que eu, mas existem aquelas que são vitimas de agressões dentro das próprias casas, praticadas por filhos e maridos que deveriam amá-las”, disse Maria Vera.

Dia para esquecer

A aposentada Alda Teixeira Arruda, de 67 anos, diagnosticada com câncer de mama no ano passado, perdeu os cabelos com a quimioterapia, mas ontem ganhou uma peruca. “Estou muito feliz. Hoje pude sentir como é ter os cabelos compridos como eu tinha antes, mas os meus eram cacheados, agora são lisos”, brincou.

O cabeleireiro Elias Torres foi quem produziu e doou as perucas para as pacientes. Ele desenvolve esse trabalho voluntário há seis anos. “É um trabalho que faço com muito amor. Eu sentia que precisava fazer algo também, então comecei a fazer. Mas também tenho a ajuda de muitas outras mulheres que doam seus cabelos e até salões de beleza que fazem campanha para arrecadar”, contou.

Evento está na 10ª edição

O evento, denominado ‘Manhã de Beleza’, foi realizado na manhã de ontem, no auditório da unidade de fisioterapia da FCencon, localizada na rua Francisco Orellana, no Dom Pedro, Zona Centro-Oeste da cidade.

A coordenadora do evento, a assistente social Aleksandra Oliveira, destacou a importância do evento que já é realizado há 10 anos. “Nossas pacientes se sentem mais amada e ainda mais valorizadas, então é importante realizar esse evento para levantar a autoestima dessas mulheres. Esse evento é realizado há dez anos e hoje vamos atender pelo menos 100 pacientes, mas o número chega a 300 se levarmos em consideração as funcionárias e as acompanhantes das pacientes”, disse.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.