Publicidade
Manaus
Manaus

Em Manaus, retroescavadeira atinge tubulação e deixa cinco áreas da Zona Sul sem água

Abastecimento deve retornar até a madrugada de quarta (24), prevê Manaus Ambiental. Rompimento ocorreu no bairro Distrito Industrial durante um serviço de assentamento de gás da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) 23/09/2014 às 15:59
Show 1
Rompimento afetou cinco pontos do Distrito Industrial, na Zona Sul
OSWALDO NETO Manaus (AM)

Cinco áreas do Distrito Industrial, na Zona Sul, devem ficar com o abastecimento de água interrompido até a madrugada desta quarta-feira (24). Segundo a empresa Manaus Ambiental, o motivo seria uma ruptura causada por uma retroescavadeira da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) na rede água da avenida Abiurana. A empresa informou que está tomando as providências para solucionar o problema.

Por causa deste acidente, as áreas afetadas são: Elisa Miranda, Acácias, Nova República, Atílio Andreazza e parte do Distrito Industrial.

De acordo com a Manaus Ambiental, o caso ocorreu durante um serviço de assentamento da tubulação de gás da região. “A equipe técnica da concessionária havia orientado a Cigás a realizar o serviço manualmente para evitar acidentes, mas a equipe da empresa de gás insistiu em realizar o trabalho com o maquinário, ocasionando a ruptura da tubulação de rede da Manaus Ambiental”, afirmou.

Por meio de assessoria, a concessionária informou que iniciou no início desta tarde o serviço de manutenção de rede. A previsão é de que até o fim do dia o trabalho seja concluído. A normalização total do abastecimento deve retornar até a madrugada de quarta.

Em nota, a Cigás informou que o rompimento se deu após uma escavação com uso de retroescavadeira, realizada pela empresa terceirizada Tecmaster, prestadora de serviços da Companhia. A Cigás completou dizendo que está apurando as responsabilidades e tomando as providências cabíveis junto a Tecmaster e a Manaus Ambiental para sanar o problema.

“A implantação da rede de gasodutos na região do Distrito Industrial está em fase de conclusão e já conta com 23 quilômetros instalados e algumas indústrias consumindo gás natural”, explicou a Companhia por meio de nota. 

Publicidade
Publicidade