Publicidade
Manaus
ASSASSINATOS

Em meio à sensação de insegurança, SSP diz que homicídios em Manaus reduziram 11,2%

Segundo dados, de janeiro a julho deste ano ocorrem 530 homicídios, e no mesmo período de 2017 foram 597, sem contar com as mortes do massacre do Compaj 09/08/2018 às 12:28 - Atualizado em 09/08/2018 às 12:30
Show 5635f7b4 c9b0 4f31 b3c3 c8a52968190a
Foto: Alik Menezes
Alik Menezes Manaus (AM)

Em meio a uma sensação de insegurança por parte da população com os recentes casos de assassinatos ocorridos em Manaus, o titular da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), Anézio Paiva, divulgou hoje que o número de homicídios na capital amazonense reduziu 11,2% entre os meses de janeiro e julho, em comparação com o mesmo período de 2017.

O número de casos reduziu, conforme o secretário, em virtude do trabalho integrado entre as polícias Militar e Civil, além de estarem mais próximas da população com rondas ostensivas, operações e as novas viaturas que foram entregues recentemente. “Nós estamos fazendo nosso papel de conscientização com a população. Estamos como 218 viaturas e vamos dobrar para que a população veja as viaturas passando pelas ruas, fazendo a questão das visitas comunitárias, indo às escolas, indo aos comércios, a proximidade da SSP através da PM é que vai trazer paz e sensação de segurança”, garantiu.

Segundo dados da SSP, de janeiro a julho deste ano foram registrados 530 homicídios, maior parte deles com características de execução, enquanto no mesmo período do ano passado foram 597 – segundo Paiva, as mortes do massacre do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) não foram incluídas na estatística. O secretário destacou que, entre janeiro e julho deste ano, 319 acusados de homicídios foram presos e o mérito dessas prisões foi o trabalho integrado entre a PC e PM.

Ainda conforme dados estatísticos da SSP, no mês passado, julho de 2018, foram registrados 94 homicídios em Manaus, 6,9% menor que o mesmo mês de 2017. Paiva afirmou ainda que em julho foi colocada em prática pela SSP uma nova estratégia de combate aos crimes: ação de investigação, liderada pela Polícia Civil, para identificar e prender homicidas na capital do Amazonas. O grupo, segundo o secretário, é formado por 34 delegados “de ponta” que acompanham os casos de homicídios com o objetivo de elucidar os crimes de forma mais rápida.

Publicidade
Publicidade