Publicidade
Manaus
MANIFESTAÇÃO

Em nota, Sindicato dos Jornalistas repudia agressão a fotógrafo de A CRÍTICA

Para o órgão, SSP e Corregedoria da PM devem apurar possível ato de negligência de policiais, que testemunharam o espancamento e não prenderam os agressores 21/01/2019 às 17:57
Show img 6900 f8aba04d b621 4380 92c3 4f0994c2d441
acritica.com Manaus

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Amazonas (SJP-AM) emitiu nota de repúdio em relação à agressão sofrida pelo fotógrafo Jander Robson, que presta serviços para a Rede Calderaro de Comunicação.

Jander Robson foi espancado por pelo menos cinco homens quando chegava ao local de um acidente, na Avenida das Flores, no final da manhã desta segunda-feira. Os agressores eram familiares da vítima fatal do acidente. Eles deram socos no rosto do fotógrafo e ainda vários chutes na costela dele, que segue hospitalizado.

Para o Sindicato, a Secretaria de Segurança Pública e a Corregedoria da Polícia Militar devem fazer uma ampla apuração dos fatos, especialmente "quanto à postura dos policiais militares presentes no momento, para averiguar possível ato de negligência em relação ao espancamento".

Mesmo vendo as cenas de espancamento, os policiais não efetuaram a prisão em flagrante dos agressores. No 26º Distrito Integrado de Polícia, onde os agressores foram registrar o acidente de trânsito, eles sequer foram questionados sobre o ocorrido de maneira oficial.  Somente quando Jander Robson tiver alta médica que ele poderá fazer o registro da agressão para que a polícia possa iniciar a busca por quem cometeu o crime.

" Lembramos que a imprensa exerce o papel fundamental das garantias constitucionais sendo uma delas o direito à liberdade de imprensa, segundo a Constituição Federal de 1988, no artigo 5º, inciso X. Como guardiães dos valores democráticos e como entidade de defesa dos profissionais de comunicação, REPUDIAMOS toda e qualquer postura que afronte o direito ao livre exercício do jornalismo", diz a nota do Sindicato.

Publicidade
Publicidade