Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
FRONTEIRA

Em reunião com Omar e deputados, Moro revela planos de visitar Tabatinga

O reforço na segurança das fronteiras foi a principal pauta da reunião, que também teve a presença dos deputados federais Sidney Leite, Capitão Alberto Neto e Bosco Saraiva



WhatsApp_Image_2019-05-22_at_17.02.27_08E1E72D-2FCB-4660-95CE-52FA953A8509.jpeg
22/05/2019 às 17:40

Na tarde desta quarta-feira (22), o ministro da Segurança Pública Sérgio Moro recebeu em seu gabinete o senador Omar Aziz, os deputados federais Sidney Leite, Capitão Alberto Neto e Bosco Saraiva para tratar de questões relacionadas à segurança pública. Além deles participaram da reunião também a presidente do Sindicato dos Peritos Oficiais da Polícia Civil do Estado do Amazonas e a assessora para assuntos legislativos, Viviany da Cruz e Geiza Rocha respectivamente, e o presidente da Associação Brasileira de Criminalística, Leandro Lima.

Na pauta, o principal assunto foi a segurança nas fronteiras como forma de coibir a entrada de drogas e armas no Brasil. Para o senador Omar Aziz um dos principais problemas a serem resolvidos é o efetivo de homens na defesa das fronteiras e a falta de investimento em tecnologia de ponta para auxiliar no trabalho. De acordo com o senador o ministro demonstrou disposição em atacar os problemas e manifestou interesse em visitar Tabatinga-AM para conhecer de perto a tríplice fronteira (Brasil - Colômbia - Peru), uma das regiões por onde entram mais drogas e armas no País.

Além disso, o senador destacou que o ministro vai implementar um programa de segurança pública nacional, começando por cinco cidades  de fronteira do Brasil e que deve servir como piloto para posteriormente expandir para todo o País. O senador Amazonense ressaltou ainda a importância de o Congresso destinar mais recursos para o Ministério da Segurança Pública, afim de possibilitar a implementação de projetos apresentados pelo ministro Sérgio Moro.

Nesse contexto, o senador Omar lembrou ainda a falta de um fundo de financiamento de projetos nacionais de segurança pública. Para ele, assim como as áreas da Saúde e Educação possuem o Fundeb e o SUS respectivamente, a segurança pública também precisa ser encarada como um problema nacional e, portanto, ter um fundo específico para financiar programas da área. “É preciso ter um valor mínimo que seja, seguro e sem contingenciamento pra que possa ser aplicado no Brasil todo, se não nós não vamos ter segurança.”, finalizou o senador.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.