Publicidade
Manaus
Manaus

Embriagado pego em blitz do Detran tenta subornar policiais civis em Manaus

O homem se negou a dar documentos e ainda tentou subornar policiais. Um vereador de Manaus “amigo” do infrator também teria tentado impedir o flagrante 18/05/2015 às 16:05
Show 1
Moamar El Kadafi Mathias Abdel Mussa foi autuado em flagrante
VINICIUS LEAL Manaus

Um homem embriagado foi pego em uma blitz do Detran-AM, na noite ontem (17), em Manaus, e tentou subornar policiais para que na fosse autuado em flagrante. Um vereador de Manaus, o Ceará do Santa Etelvina (DEM), também teria tentado impedir o flagrante por se amigo do homem embriagado.

O caso ocorreu na Zona Oeste de Manaus, por volta de 22h15. Moamar El Kadaf Mathias Abdel Mussa, 31, dirigia a sua caminhonete S-10 de cor prata e placas JXB-2234 quando passou por uma blitz da Lei Seca promovida pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran) na avenida do Turismo, bairro Tarumã.

Embriagado, Moamar se negou a dar os documentos pessoais aos agentes do Detran e foi conduzido ao 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP). Lá, Moamar tentou subornar os policiais que faziam o flagrante dele, em frente de várias testemunhas, conforme informou a assessoria de imprensa da Polícia Civil.

De acordo com a PC, Moamar ofereceu R$ 5 mil para que os agentes de polícia desistissem de autuá-lo em flagrante por embriaguez ao volante e liberassem o veículo S-0, porém a tentativa complicou ainda mais a situação dele. O homem ainda teria agredido os policiais com palavras de baixo calão.

Vereador

O vereador Ceará do Santa Etelvina (DEM), que trabalha desde 3 de fevereiro deste ano na Câmara Municipal de Manaus, teria tentado impedir o flagrante por ser amigo de Moamar. Entretanto, por meio de nota enviada à imprensa, o parlamentar negou ter tentado “obstruir o trabalho dos policiais”.

Ceará, que é suplente do vereador Carlos Alberto, confirmou, também por meio de nota, ter ido ao 19º DIP na noite de ontem. Porém, ele disse que fez isso porque o veículo S-10 está registrado no nome dele e foi vendido para Moamar na última sexta (15), e que o processo de transferência ainda estaria em curso.

Bêbado

Moamar estava realmente bêbado ao dirigir o veículo, com 0,3 miligramas de álcool por litro de sangue, constatado em exame no IML. Ele foi autuado em flagrante por embriaguez ao volante e desacato a autoridade, mas responderá pelos crimes em liberdade, já que pagou fiança de R$ 1,5 mil. A S-10 foi apreendida pelo Detran-AM.

Publicidade
Publicidade