Publicidade
Manaus
ECONOMIA

Empreendedores faturam até R$ 4 mil durante período da Páscoa em Manaus

Conheça histórias de quem aproveita a data festiva para ganhar dinheiro e tirar lucro de até R$ 4 mil em um mês. Para eles, Páscoa é sinônimo de empreender 25/03/2018 às 09:15 - Atualizado em 25/03/2018 às 09:17
Show ovos 2
Júlia Gomes aproveitou a oportunidade para driblar a crise e criou uma loja virtual de ovos (Foto: Antônio Lima)
Rebeca Beatriz Manaus (AM)

Quem não gosta de chocolate? Com a chegada da Páscoa, os chocólatras gostam de inovar na hora de experimentar novos sabores. Já aqueles que desejam ganhar uma renda extra com o aumento da procura por essas guloseimas, seguem o fluxo na produção artesanal de ovos da Páscoa e outros doces comuns à data. Para essas pessoas, Páscoa é sinônimo de empreender.

Este é o exemplo da administradora Amanda Souza. Desde 2013, ela aposta na produção de chocolates como a segunda fonte de lucro. “Uma das vantagens de produzir é conseguir atender a expectativa do cliente com um custo menor, comparado com o mercado atual e às grandes empresas. Os produtos caseiros ganharam um nova roupagem, são muito mais saborosos e personalizados,” enfatiza.

Segundo ela, é possível levantar uma renda de 2 a 4 mil reais no período da Páscoa.

Da cozinha para as vitrines

Organização e planejamento são ingredientes indispensáveis para quem deseja alavancar na indústria dos chocolates. A empresária Larisse Lopes começou a produzir chocolates na cozinha de sua casa, há pouco menos de dois anos. Para ela, uma conquista é agora poder se dedicar de forma exclusiva para este trabalho, pois, já conseguiu inaugurar a própria loja.

“Em 2018 farei dois anos com o Agatha Doces & Festas. Nossos produtos são variados, desde ovos a cestas de chocolates. Temos também a coxinha de chocolate com morango, que é sensação. Se você tiver dedicação e souber conquistar os clientes, consegue se manter no ramo, mas o tempero especial é o amor”, comemora a empresária.

Mercado Online

A internet se transformou em um mercado próspero. A empreendedora Júlia Gomes aproveitou a oportunidade para driblar a crise e o desemprego, criando uma loja virtual de brigadeiros.

“A Fêjú Doceria surgiu de uma ideia que tive com minha irmã Fernanda e, juntas, resolvemos colocar em prática. Nos arriscamos em trabalhar com a venda de chocolates. Com a chegada da Páscoa, o número de clientes e de pedidos cresceu, e  a renda também”, revela Júlia.

Aptidão e Talento

Há um ano e dois meses a jovem Ingrid Lima descobriu que leva jeito para confeccionar ovos de chocolates, e desde então não parou mais. Ela conta o que não pode faltar na receita dos chocolates. “Coloco amor em tudo o que eu faço, esse é o segredo. E a cada dia, procuro aprender um pouco mais. Comecei procurando uma forma de melhorar a minha situação financeira e me apaixonei por esse mercado. Pretendo me especializar ar na área”, comenta.

Do tradicional ao ousado e das redes sociais até as prateleiras: o que todos os chocólatras desejam encontrar durante a Páscoa, é a possibilidade de degustar criativos e agradáveis sabores.

Publicidade
Publicidade