Publicidade
Manaus
EM BUSCA DE TRABALHO

Empresa cadastra e ajuda a fazer currículo de famílias do incêndio no Educandos

Os currículos são cadastrados num banco de dados para repassar a empresas parceiras do Grupo Hunt 22/12/2018 às 19:31 - Atualizado em 23/12/2018 às 10:05
Show empresa 05abcbaa b729 40bf ac55 1153df16ea8f
Foto: Divulgação
Luiz G. Melo Manaus (AM)

O que mais as famílias que ficaram desabrigadas após o incêndio no bairro Educandos, Zona Sul de Manaus, precisam, além de teto e comida, é reconstruir as suas vidas após a tragédia. Pra ajudá-las nessa empreitada um grupo de 14 voluntários do Grupo Hunt (empresa especializada em recrutamento) está passando por alguns abrigos para montar e cadastrar currículos dos desabrigados.

A ação, que começou neste sábado (22), na Escola Estadual Machado de Assis e na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no bairro Educandos, terá continuidade na Vila Olímpica, Dom Pedro, Zona Centro-Oeste de Manaus, neste domingo (23), a partir das 9h da manhã.

A equipe de voluntários elabora o currículo dos desabrigados através de uma pequena entrevista, imprime cinco cópias, que ficam com a pessoa, e depois cadastra num banco de dados para repassar a empresas parceiras do grupo.

“Não estamos oferecendo emprego. Estamos dando a eles [os desabrigados] os currículos, para que eles possam começar a buscar oportunidades de trabalho, e também encaminhando a empresas parceiras do Distrito Industrial para incluir essas pessoas em futuros processos seletivos”, disse o diretor do Grupo Hunt Olegário Borges.

No primeiro dia de ação aproximadamente 50 currículos foram feitos e cadastrados. “O nosso maior ganho tem sido ajudar essas pessoas que se encontram nessa situação difícil a reconstruírem as suas vidas”, destacou Borges, acrescentando que as pessoas que têm oportunidades de emprego para os profissionais da tragédia do Educandos podem entrar em contato com os números 3088-5508 e 3088-1861.

"Não tem custo nenhum. Vamos passar o currículo para quem tiver interesse em contratar essas pessoas", completou o diretor.

Publicidade
Publicidade