Segunda-feira, 18 de Novembro de 2019
JUSTIÇA

Empresária amazonense luta para encontrar filho de dois anos levado pelo pai

Criança foi levada pelo pai para passar 30 dias em São Paulo, mas não voltou na data marcada pela Justiça. Desde então, a mãe não tem nenhum contato com o filho



EMPRES_RIO0333.jpg Mandado de busca e apreensão de menor foi concedido pela Justiça do Amazonas, mas Fábio Gonçalves Marques (foto) ainda não foi localizado (Divulgação)
16/06/2017 às 18:40

A empresária amazonense Andreza Carvalho, 32, continua sem conseguir informações sobre o paradeiro do filho Salomão, 2, levado de Manaus, em janeiro deste ano, para Guarujá (SP) pelo pai Fábio Gonçalves Marques. A viagem foi autorizada pela Justiça, mas a criança deveria passar apenas 30 dias naquela cidade. O retorno estava previsto para o dia 25 de fevereiro, porém isso não aconteceu. Desde então, a mãe não tem nenhum contato com o filho.

De acordo com o avô materno de Salomão, José de Jesus Ferreira da Silva, 57, Andreza está desde o último dia 5 em Guarujá tentando localizar Fábio e o filho Salomão, mas ainda não teve nenhum sucesso. “Minha filha está com um mandado de busca e apreensão de menor, concedido pela Justiça do Amazonas, foi ao endereço que o Fábio colocou como se fosse dele, mas no local só estava o irmão gêmeo dele que não quis informar nada sobre o seu paradeiro”, disse.



O técnico de construção civil relatou que a filha foi à casa da mãe de Fábio, também munida de um mandado de busca e apreensão de menor para o lugar, mas a procura foi tão frustrada quanto na casa do irmão gêmeo de Fábio. “Os familiares dele não querem dizer para onde ele levou o meu neto. Mas os vizinhos disseram que dez minutos antes dos oficiais chegarem à casa da avó paterna de Salomão o Fábio tinha fugido com a criança”, afirmou.

Nas redes sociais, Andreza Carvalho relata que registrou Boletim de Ocorrência (BO) na Polícia Federal e na Polícia Civil, mas está se sentindo coagida e ameaçada em Guarujá. Ela expõe que a Justiça é fraca e falha. “Descobri que o oficial de justiça não colocou nos autos que o meu filho não foi encontrado na casa da avó. Pior ainda, como as pessoas não querem se comprometer, descobri que os dois irmãos gêmeos compareceram a justiça, entraram e saíram, que justiça é essa”, questiona?

José de Jesus revelou que a família toda enfrenta uma situação que nunca pensou em enfrentar. “Ninguém consegue dormir porque não sabemos o estado de saúde da criança. É a primeira vez que Salomão fica longe da mãe e dos irmãos. Minha filha está num desespero total. Pedimos ajuda de todo o mundo para localizar ele. Queremos meu neto de volta ao seio da família e a nossa terra”, enfatizou.

O juiz de direito da 5ª Vara de Família e Sucessões, da Comarca de Manaus, Dídimo Santana Barros Filho, foi quem determinou a busca e apreensão da criança e pediu apoio do juízo de São Paulo para que auxilie na localização de Salomão, assim como o uso da força policial para o cumprimento do mandato. Barros também foi quem autorizou o pequeno a viajar com o pai. Ele informou que a viagem foi decida em audiência em comum acordo entre as partes.

Salomão foi fruto de um breve relacionamento entre Andreza Carvalho e Fábio Gonçalves Marques, em 2014. De acordo com ela, durante um ano Fábio não quis saber notícias do filho. Mas, no ano passado, procurou a Justiça e acusou a mãe de não deixá-lo ver a criança. A Justiça concedeu guarda compartilhada ao casal, sendo que Salomão continuaria morando com Andreza e poderia viajar 30 dias uma vez ano com o pai.

Mãe de Salomão pede ajuda para encontrar o filho de 2 anos e 10 meses


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.