Sábado, 19 de Junho de 2021
REAÇÃO

Empresário alvo de mandado de prisão recebeu PF a tiros, diz instituição

Nilton Lins Júnior era um dos alvos da nova fase da Operação Sangria, deflagrada na manhã desta quarta-feira em Manaus e que tem o hospital de mesmo nome como centro das investigações



niltonlinsjr_C0AB5807-40F9-4937-9171-B87D3FBAAE8E.JPG Foto: ALEAM
02/06/2021 às 09:42

Um dos alvos de mandado de prisão temporária durante a nova fase da Operação Sangria, o empresário Nilton Lins Júnior recebeu os agentes da Polícia Federal (PF) a tiros.. A confirmação partiu da assessoria da instituição.

Não foram repassadas maiores informações sobre como o fato ocorreu. A PF informou, ainda, que a informação de que o empresário abrigou-se no consulado sueco em Manaus não é verídica. A subprocuradora geral da República, Lindora Araújo, criticou o fato durante sessão do Superior Tribunal de Justiça. ""Foi uma situação constrangedora e bastante perigosa em Manaus", disse ela. 



A equipe de reportagem flagrou viaturas da PF na sede da Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM) e da Universidade Nilton Lins, ainda na manhã desta quarta-feira. O Hospital Nilton Lins, que fica dentro da universidade e é usado como Hospital de Campanha estadual, é um dos principais alvos da operação nesta manhã. 

Mais informações devem ser repassadas em coletiva de imprensa que ocorrerá às 10h de hoje, na sede da PF


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.