Domingo, 21 de Abril de 2019
publicidade
_nibus_E3ECB05E-2CF9-4190-A020-FC49CED3A3E1.JPG
publicidade
publicidade

CONSCIENTIZAÇÃO

Empresas terão que fixar cartazes sobre abuso contra a mulher em ônibus no AM

A multa para as empresas que descumprirem a lei varia entre R$ 5 mil e R$ 20 mil, sendo que o valor pode ser dobrado em caso de reincidência


23/01/2019 às 20:41

As empresas de transporte coletivo do amazonas têm 90 dias para afixar cartazes informando que abuso contra mulheres dentro dos veículos é crime. A lei nº 4.784 foi publicada no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (18).

De acordo com a nova lei sancionada pelo governador Wilson Lima (PSC), os cartazes devem conter a frase “Abuso e violência contra as mulheres no transporte coletivo é crime. Denuncie”.

O material informativo também terá que trazer os números da Polícia Militar (190) e da Central de Atendimento à Mulher (180), além de orientação para a vítima guardar dados como horário, linha do ônibus, roupa do agressor e características físicas.

A multa para as empresas que descumprirem a lei varia entre R$ 5 mil e R$ 20 mil, sendo que o valor pode ser dobrado em caso de reincidência. O dinheiro arrecadado com as multas será destinado à Rede de Atenção em Defesa dos Direitos da Mulher, coordenada pela Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seas).

publicidade
publicidade
Greve dos professores será marcada por protestos em Manaus nesta segunda (22)
Crescendo nos 70 anos de A CRÍTICA, empresas do AM miram futuro promissor
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.