Publicidade
Manaus
SENTENÇA

Enfermeiro acusado de estuprar pacientes é condenado a 17 anos de prisão

Ronaldo Augusto Ferreira de Souza é acusado de estuprar pacientes dentro do Posto de Saúde Lourenço Borges, onde ele trabalhava, no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus 26/01/2018 às 22:48
Show whatsapp image 2018 01 26 at 21.15.56
Foto: Arquivo/AC
acritica.com Manaus (AM)

O enfermeiro Ronaldo Augusto Ferreira de Souza, acusado de estuprar nove pacientes dentro do Posto de Saúde Lourenço Borges, foi condenado a 16 anos de reclusão e um ano de detenção pelos crimes sexuais cometidos contra oito das nove vítimas envolvidas na denúncia.

A sentença da juíza Patrícia Chacon de Oliveira Loureiro, da Vara Especializada em Crimes Contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes, foi publicada na edição de quinta-feira (26) do Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (Tjam).

De acordo com a sentença, o tempo em que Ronaldo ficou preso preventivamente (desde 14 de janeiro de 2014) será descontado da condenação. A reclusão (regime fechado) é a primeira pena que será cumprida por ele. O cumprimento da detenção – que, em regra, é feita no regime semiaberto ou aberto – deve ser feita na sequência.

O caso

Em janeiro de 2014, quando foi preso preventivamente no 3º Distrito Integrado de Polícia (DIP), Ronaldo foi acusado de estuprar uma adolescente de 14 anos dentro do Posto de Saúde Lourenço Borges, onde ele trabalhava, no bairro Japiim, Zona Sul de Manaus. A garota disse ter sido dopada pelo funcionário público e obrigada a manter relações sexuais com ele.

Publicidade
Publicidade