Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
EMPATIA

Equipe de maternidade faz carta para confortar pais após perda de bebê

Escrita em primeira pessoa, em tom de gratidão e despedida, os pais de Jander Gaell encontraram conforto para lidar com a perda do filho



CARTA_OFICIAL_C7AA0104-E88B-44FA-88ED-A44811F84D30.jpeg Foto: Reprodução/Internet
02/10/2019 às 16:06

Na segunda-feira (30), por volta das 14h45, uma paciente grávida de seis meses de um menino, acompanhada do pai da criança, deu entrada no Instituto da Mulher Dona Lindú, situado na avenida Mario Ypiranga, bairro Adrianópolis, Zona Centro-Sul de Manaus.

Em razão de uma infeção grave a mulher teve um aborto espontâneo na unidade hospitalar. Residentes de enfermagem que atenderam a mulher ofereceram o conforto que os pais de Jander Gaell Rodrigues de Menezes necessitavam naquele momento de perda.



A residente do segundo ano em enfermagem obstétrica pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Paula Andréa Machado, 24 anos, explicou que a ideia surgiu após consultar o serviço de psicologia do instituto. A jovem acompanhava a paciente no dia em questão.

"Os psicólogos sugeriram que levássemos o conforto ao pais. Pensamos na carta como a maneira de acalentar nesse momento tão doloroso", declarou a residente. Segundo Paula, os pais ficaram bastante emocionados e sentiram-se acolhidos por todos da equipe.

Escrita em primeira pessoa em tom de gratidão e despedida, como se o pequeno Jander Gaell conversasse com os próprios pais, os trechos da carta emocionam. “Pude sentir o quanto vocês me amam e eu também já amava vocês. Sei que seriam pais excelentes”, consta na carta. “Irei no coração de vocês, aonde forem, para sempre”, afirma outro trecho.

A carta é assinada com a marca, em carimbo, dos pés do pequeno Jander Gaell. Além de Paula Andrea, assinam a carta as residentes em enfermagem Mainã Costa, Karla Campos, Larissa de Almeida que participaram da ação e também os preceptores que atuam no Instituto da Mulher, unidade hospitalar vinculada à Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam), enfermeiro Said Cabus e a enfermeira obstetra Liseane Façanha.

Carta viraliza na internet

Na internet a carta tornou-se exemplo de empatia e viralizou nas redes sociais. No perfil do acadêmico de medicina Marcelo Augusto, 25 anos, o post com a carta já possui 63 mil reações, 46 mil compartilhamentos e 8,3 mil comentários. Na legenda, o futuro médico ressaltou a importância da atitude. "Essa equipe que hoje passou o dia de plantão exerceu seu papel com tanto amor ao próximo, honrando o juramento que fizeram no dia de suas formaturas", escreveu Marcelo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.