Publicidade
Manaus
Manaus

Engenheiros agrônomos no Amazonas comemoram 80 anos de regulamentação da profissão

Durante o evento de comemoração, a AEAEA homenageou dezenas de profissionais que se destacaram em suas ações em prol do desenvolvimento da Engenharia Agrônoma no Estado. 13/10/2013 às 17:00
Show 1
Dentre os homenageados, estão professores, profissionais liberais e servidores públicos
acritica.com* Manaus (AM)

A profissão de Engenheiro Agrônomo, uma das mais antigas do País, completou 80 de regulamentação. Em Manaus, um evento realizado pela Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Amazonas (AEAEA), no último sábado, 12 de outubro, no Rio Negro Clube, marcou as comemorações dos profissionais, considerados fundamentais para o desenvolvimento sustentável do Amazonas.

Dentre os homenageados, estão professores, profissionais liberais e servidores públicos, como o Secretario de Estado de Produção Rural, Eron Bezerra, e o Diretor da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Néliton Marques.

De acordo com o presidente da AEAEA, Antônio Joaquim do Espirito Santo Oliveira, a profissão de Engenheiro Agrônomo é de fundamental importância para o desenvolvimento sustentável do Estado. “Nós vivemos em um Estado onde a preservação ambiental é prioridade, mas os povos que vivem na região carecem de sobrevivência, então precisamos aproveitar o potencial natural como forma de garantir a sobrevivência, mantendo os recursos naturais preservados”, disse.

Profissão

A profissão de Engenheiro Agrônomo foi estabelecida por meio do Decreto Nº 23.196 de 12 de outubro de 1933, do então presidente Getúlio Vargas.  O engenheiro agrônomo é um profissional com formação pelo ensino superior. Seu campo de atuação é vasto, abrangendo fitotecnia, zootecnia, solos, engenharia rural e meio ambiente. Para atuar no Brasil, o profissional deve ser registrado no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia - CREA.

A história da Agronomia brasileira começou junto do surgimento da Agricultura do País. Ao lado dos grandes fazendeiros, desde o início da colonização ao estabelecimento da República, a ciência agrária se mostrou uma importante personagem na evolução da economia agrícola.

No Estado, a Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Amazonas (AEAEA), fundada em 10 de outubro de 1968, é a entidade máxima representativa da categoria, tendo como sua principal meta a valorização do profissional.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade