Publicidade
Manaus
exemplo de desperdício

Enquanto ponte segue no escuro, postes do complexo têm luzes acesas de dia

Na via que leva até a cabeceira da ponte, pelo menos 50 postes de iluminação continuam acesos durante o dia, enquanto que, à noite, boa parte o trajeto fica na escuridão, oferecendo risco a moradores, motoristas e pedestres 26/05/2016 às 14:51 - Atualizado em 26/05/2016 às 14:53
Show 1087454
Desde janeiro que A Crítica denuncia o desperdício de energia nos postes de iluminação pública do complexo da ponte (Foto: Euzivaldo Queiroz)
Luana Carvalho Manaus (AM)

Desde janeiro deste ano, A Crítica vem denunciando o caso de desperdício e irregularidade no Complexo Viário Ponte Rio Negro. Na via que leva até a cabeceira da ponte, pelo menos 50 postes de iluminação continuam acesos durante o dia, enquanto que, à noite, boa parte o trajeto fica na escuridão, oferecendo risco aos moradores, motoristas e pedestres que atravessam a ponte.

A primeira denúncia foi publicada no dia 15 de janeiro deste ano. No dia 10 de maio, outra reportagem foi publicada, mas desta vez, sobre a falta de iluminação, que segundo moradores, dura há aproximadamente três meses. Na semana passada, A Crítica fez uma nova denúncia sobre as luzes de um trecho que continuavam acesas durante o dia. Na ocasião, os moradores da área relataram que a situação se estende há mais de seis meses.

Ontem (25), a equipe flagrou as lâmpadas acesas, novamente, por volta das 11h. “Estamos acompanhando todas as reportagens, eles dizem que vão consertar, mas até agora não fizeram nada. A gente fica à mercê da insegurança durante a noite, pois a ponte continua no escuro, e durante o dia é este desperdício que vocês estão vendo”, relatou o comerciante Luiz Ramiro Oliveira, 51, morador da área.

A universitária Lúcia Mara Silva, 27, conta que por estudar no período noturno, chega em casa por volta das 23h, todos os dias. “É horrível porque enquanto uma parte tem iluminação até durante o dia, a outra não tem. Temos muito medo de assaltantes. É revoltante porque além de tudo, eles pedem tanto para sermos conscientes e economizarmos energia, mas eles mesmo não veem o que acontece nos postes de iluminação pública”, comentou.

‘Sem previsão’

Na última reportagem publicada, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) informou que o problema teve início no início do mês de abril, quando houve uma tempestade com fortes raios e um dos equipamentos de controle do fornecimento de energia foi danificado, causando a paralisação do restante do sistema integrado.

Na ocasião, a pasta informou que solicitou um orçamento da empresa terceirizada que presta os serviços de manutenção de iluminação da ponte, mas sem poder efetuar o pagamento da empresa por falta de recurso, a reposição do equipamento não foi feita e não há previsão.

A pasta foi procurada novamente para comentar o problema, mas reproduziu a mesma resposta da semana passada.

Problema existe há seis meses

Segundo os moradores, o problema dura há mais de seis meses. Porém, desde janeiro deste ano, A CRÍTICA vem denunciando o funcionamento irregular da iluminação pública do Complexo Viário da Ponte Rio Negro. A Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) diz que não tem recurso para manutenção.

Publicidade
Publicidade