Publicidade
Manaus
Manaus

Equipes do Corpo de Bombeiros e Fuzileiros Navais treinam futuros salva-vidas, em Manaus

Testes práticos do curso de Salvamento em Águas Abertas foram realizados nesta quinta-feira (30), com 27 alunos na praia da Ponta Negra, Zona Oeste 31/10/2014 às 09:13
Show 1
O curso é destinado a militares que estão buscando a formação como salva-vidas
Perla Soares Manaus-AM

Soldados do Corpo de Bombeiros do Amazonas e fuzileiros navais da Marinha do Brasil realizaram, ontem pela manhã, os testes práticos do curso de Salvamento em Águas Abertas, na praia da Ponta Negra, Zona Oeste. Participaram da prova 27 alunos, sendo 12 da Marinha e 15 bombeiros. O curso é destinado a militares que estão buscando a formação como salva-vidas e vão atuar em balneários públicos ou operações militares especiais.

Um dos instrutores da atividade, o tenente Ricardo Rocha informou que durante a realização do curso foram ensinadas técnicas de salvamento aquático, capacitando os alunos a fazer todos os tipos de ação ligadas a atividade de salva-vidas em águas abertas, com empregos de equipamentos como nadadeiras, flutuadores de espuma e até pranchões, tudo para capacitar o soldado para o bom cumprimento do dever de salvar vidas. “Para que os mesmos estejam habilitados na área de salvamentos aquático, sabendo utilizar corretamente os equipamento, como quadríciclos, lanchas, jet skies e todos os meios necessários para o salvamento aquático “, disse

O instrutor ainda falou da importância e da exigência de se realizar o treinamento em uma praia, como a Ponta Negra, e também sem a utilização de equipamentos, pois essa forma exige mais do soldado, do que quando ele utiliza algum tipo de equipamento. “Temos que realizar a prova de maneira mais real possível e nada melhor que no próprio meio onde deverá ser executado tal ação, ou seja, no rio”, explicou.

O tenente ainda destacou que antes da prova prática existe toda uma preparação, o treinamento é constante para destacar a importância do militar estar preparado. O curso é exigente, desgastante e nele é simulado a gravidade do momento em que uma vida deve ser salva. “O militar tem que estar realmente preparado, quando um salva-vidas vai até ao encontro de uma vítima, o que normalmente acontece é que a vítima vai apresentar resistência, vai tentar se salvar a todo custo, vai tentar agarrar qualquer coisa que ver pela frente, e todo essa dificuldades eles tem que vivenciar”, finalizou.

Os militares do corpo de bombeiros irão atuar na Praia da Ponta Negra, serviço de prevenção em balneários, em Parintins e operações de risco.

Publicidade
Publicidade