Publicidade
Manaus
INTERIOR DO AM

Escola é roubada, mas polícia não aparece porque viatura está sem gasolina

As freiras da Escola Salesiano, no município de Santa Isabel do Rio Negro, chegaram a acionar a polícia, mas não tiveram resposta por conta da falta de combustível da viatura 03/08/2017 às 20:14 - Atualizado em 03/08/2017 às 20:36
Show escola
Foram furtados o notebook da diretora da escola, uma caixa amplificada e dois microfones. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

A Escola Salesiano, no município de Santa Isabel do Rio Negro, interior do Amazonas, foi invadida na madrugada de quarta-feira (2). Da sala da diretoria e da secretaria foram furtados o notebook da gestora, uma caixa amplificada e dois microfones.

Segundo a diretora, Mirlene Gonçalves, 48, na escola residem três freiras, com idades entre 40 e 70 anos. Ela explicou que as mesmas estavam no segundo andar do colégio e ouviram quando a unidade foi arrombada.

“Elas ouviram, mas claro que não fizeram nada. Chamaram a polícia, mas não apareceu ninguém”, disse. A gestora contou ainda que uma das freiras foi pela manhã na 77ª Delegacia do município e registrou o roubo.

“Na delegacia, ela foi informada que não tinha gasolina na viatura e por isso não foram”, contou. O delegado Valdiney Brito informou que toda a cidade está sem gasolina e que uma viatura da Polícia Militar foi à escola averiguar a situação e colher as primeiras informações.

Por conta da falta de combustível, Brito informou ainda que as viaturas só estão atendendo casos mais graves como homicídios, latrocínios, entre outros. O roubo na unidade segue ainda sob investigação.                       

Publicidade
Publicidade