Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Manaus

Escola municipal inova ao adaptar ‘parquinho’ e fazer horta para alunos com necessidades especiais

Cmei Prof. Caio Carlos Frota de Medeiros, no conj. Viver Melhor, é o primeiro de Manaus a atender alunos com deficiência



1.gif
Outra atividade usada para estimular aprendizado é a horta comunitária instalada no terreno do Cmei
03/07/2015 às 09:22

Tudo ainda está ganhando forma, mas daqui a poucos dias a área de lazer do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Professor Caio Carlos Frota de Medeiros, localizado no conjunto Viver Melhor, bairro Santa Etelvina, Zona Norte, ganhará um reforço importante para a comunidade. O parquinho que vem recebendo adaptações será o primeiro da capital a atender alunos com deficiência, tendo como objetivo a inclusão dessas crianças no ambiente escolar.

A ideia partiu da professora Michelle Nunes, responsável pela sala de recursos multifuncionais do Centro. Ela conta que atende cerca de 50 alunos com necessidades especiais como autismo, paralisia cerebral, deficiências visual e auditiva e Síndrome de Down.

Segundo Michelle, todos eles são moradores do conjunto. “A escola precisa se adequar. Se ela foi inaugurada dentro de um local com a proposta de ser um modelo, temos que mudar algumas coisas para que essas crianças sejam inclusas”.

As alterações planejadas nos brinquedos consistem em tornar mais baixo o escorregador da escola e adaptar a escada, construir um túnel com pneus, assim como um piso tátil para estudantes autistas e deficientes visuais, pinturas no chão, balanços, e um campo de futebol que deve receber partidas para todos os alunos. Segundo ela, os equipamentos ficam prontos hoje e o parquinho deve funcionar a partir do dia 16 deste mês.

“A ideia desse parquinho inclusivo é que a criança possa brincar com as outras e sinta o mesmo grau de autonomia. É isso que tento passar aos meus alunos”, afirmou.

Apoio

Todas as mudanças pensadas para o CMEI do Viver Melhor, segundo Michelle, não tiveram apoio do Governo e da Prefeitura de Manaus.

O sonho de inserir seus alunos especiais dentro das brincadeiras das outras crianças só foi possível com a ajuda da comunidade, que doou tinta e pneus, e parceria com grupos de inclusão, como o Instituto Rodrigo Mendes, criador do projeto “Portas Abertas para a Inclusão - Esporte para Todos”.

“Sou moradora do Viver Melhor e fico satisfeita em saber que esse tipo de iniciativa vai nascer aqui, numa comunidade carente de recursos mas que é unida”.

Horta sustentável

O parque será inaugurado na próxima semana, entretanto, desde maio os alunos do CMEI se alimentam de produtos plantados em uma horta feita dentro da própria escola. Alface, cheiro-verde e tomate são apenas alguns alimentos que eles consomem. “Eles adoram  e aprendem a valorizar a natureza. Tudo aqui também é produzido com pneus. O parque e a horta são ideias que se completam”.

Educação Infantil

O Cmei Professor Caio Carlos Frota de Medeiros recebe aproximadamente 50 alunos com necessidades especiais. Eles vivem na comunidade e participam de atividades na sala de recursos multifuncionais, coordenada por Michelle.

Benefícios de inclusão

O Senado aprovou no mês passado a proposta da Lei de Inclusão da Pessoa com Deficiência, um projeto do senador Paulo Paim (PT-RS). A proposta seguiu para sanção presidencial.   

Entre as os pontos está a proibição de instituições de ensino privadas de cobrarem mais de alunos deficientes, além de as obrigarem a reservar no mínimo 10% das vagas nos processos seletivos de ensino superior e de formação técnica.

Na área da saúde, proíbe os planos de praticarem qualquer tipo de discriminação à pessoa em razão de sua deficiência. Os teatros, cinemas, auditórios e estádios passam a ser obrigados a reservar espaços e assentos adaptados. Na área do turismo, os hotéis também deverão oferecer uma cota de 10% de dormitórios acessíveis.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.