Terça-feira, 17 de Setembro de 2019
CARNAVAL

Escolas de samba de Manaus têm até sexta-feira (5) para tentar apoio ao desfile

Propostas para concorrer à ajuda fornecida por meio de edital lançado pela Manasucult devem ser entregues até 14h de sexta-feira (5). Confira o edital



carnav.JPG Foto: Ingrid Anne/Manauscult
03/01/2018 às 16:42

As agremiações e escolas de samba de Manaus têm até a próxima sexta-feira (5) para apresentarem suas propostas e concorrerem ao edital de chamamento público nº 010/2017, que concede apoio financeiro para a execução de desfile das escolas de samba dos grupos Especial, “A”, “B” e “C”, no Carnaval 2018.

O edital lançado pela Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) foi publicado na edição 4.255 do Diário Oficial do Município (DOM) do dia 30 de novembro e também pode ser consultado no Portal Viva Manaus. Clique aqui para acessar o edital

O apoio será dividido em quatro categorias, totalizando até 26 escolas de samba, sendo R$ 99.582 mil para o Grupo Especial (oito escolas), até R$ 60.856 mil para o Grupo A (sete escolas), até R$ 38.727 mil para o Grupo B (seis escolas) e até R$ 16.597 mil para o Grupo C (cinco escolas).

As propostas deverão ser entregues no Protocolo da Manauscult, das 8h às 14h, em envelopes fechados, contendo a identificação do proponente e informações de contato. Dentro do envelope deve constar toda a documentação exigida pelo edital, conforme o item nº 4.

Assim como em 2017, o edital de apoio ao Desfile 2018 é baseado na Lei nº 13.019/2014 e no Decreto Federal nº 8.726/2016, que consideram as agremiações carnavalescas como Organizações da Sociedade Civil (OSCs). Assim, poderão participar as escolas de samba integrantes do desfile oficial, conforme regulamento oficial do grupo ao qual pertencem e resultado do desfile do ano anterior.

*Com informações da assessoria de imprensa


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.