Publicidade
Manaus
Manaus

Escolas de samba do grupo especial de Manaus prometem um Carnaval impactante

A exemplo de um dos maiores carnavalescos da história, Joãosinho Trinta, que revolucionou o Carnaval do Rio de Janeiro, as escolas de samba de Manaus também buscaram uma nova estética para o Carnaval 2016. 29/12/2015 às 20:14
Show 1
A cobertura do desfile, ensaios, blocos e bandas será completa na TV, rádio, jornal e portal A CRÍTICA.
Luana Carvalho ---

As oito agremiações do grupo especial do Carnaval de Manaus estão superando a crise para continuar dando brilho à festa mais popular do Brasil. Reinventar não é uma tarefa difícil para artistas talentosos que, com muita criatividade, prometem um desfile grandioso na noite do dia 6 de fevereiro.

A exemplo de um dos maiores carnavalescos da história, Joãosinho Trinta, que revolucionou o Carnaval do Rio de Janeiro, as escolas de samba de Manaus também buscaram uma nova estética para o Carnaval 2016. A corrida para que tudo saia perfeito na avenida já começou. As fantasias de algumas agremiações já estão à venda, enquanto as outras se preparam para expor a partir desta semana. 

Alviverde do bairro Morro da Liberdade, o Grêmio Recreativo Escola de Samba Reino Unido da Liberdade, que levará para o Sambódromo o tema “Na arte de se comunicar, vem meu reino encantar”, apostará em uma nova proposta na concepção de alegorias.

“Estamos trabalhando em alegorias vivas. Queremos incluir ainda mais pessoas para dar vida aos nossos carros alegóricos. Também estamos apostando na reciclagem dos materiais do ano passado. Vamos transformar o lixo em arte”, explica o artista plástico Misael Costa.  

A Mocidade Independente de Aparecida, que carrega em seu pavilhão 21 estrelas, empatando com a carioca Portela, promete um Carnaval de puro luxo. No barracão, os trabalhos já estão bem adiantados. Com o tema “A soberana encontra a majestade: E, nesta passarela, eu nunca vi coisa mais bela”, a escola levará para a avenida um desfile ‘elegante’, conforme conta o carnavalesco Fabiano Fayal. 

“A Portela, por si só, é pura elegância. É seguindo estes passos que iremos entrar na avenida em 2016. Nossas fantasias serão grandes, luxuosas, porém, tivemos todo um cuidado especial em deixá-las cada vez mais confortáveis para nossos foliões”, adianta Fayal. 

Brilho e magia

O Grêmio Recreativo Escola de Samba Vitória Régia, do bairro Praça 14, Zona Centro-Sul, que irá mergulhar numa epopéia do sonho e do tempo com a “A Terra do Nunca é verde e rosa”, já está preparando os carros alegóricos. Segundo o diretor de eventos, Rivaldo Pereira, as aleorias trarão muito brilho e crianças para representar a magia da Terra do Nunca.  “Nosso enredo é muito rico. Então estamos nos adaptando aos novos padrões do Carnaval para fazer uma linda festa”.  

A ‘Sem Compromisso’, com o tema “O pão nosso de cada dia, que o diabo amassou e Deus consagrou”, também promete muito mais movimento nas alegorias e um enredo que levará o púbilico a uma  verdadeira viagem ao tempo para contar a história do pão.  

Já a queridinha da Zona Leste, a ‘Grande Família’, promete surpresa. “Este ano as escolas querem se superar e por causa da crise, as agremiações estão buscando dar o seu melhor. Por isso, estamos trabalhando com as portas do galpão fechado. e faremos surpresa sobre nosso desfile”,  disse o presidente da escola,  Luizinho Andrade. 

A Primos da Ilha, que nasceu no bairro São Francisco, Zona Sul,  será a primeira escola a pisar na avenida. O diretor de Carnaval Nelsinho Medeiros adiantou que, com a temática “Sou Berço da Vida, Fonte de Inspiração, Guerreira, Sou Ilha, Sou Mulher!”, a gremiação irá impactar os jurados com grandes alegorias. 

Na Andanças de Ciganos, “A perfeição das cores sob o olhar pitoresco do imaginário”, como enredo, promete colorir o sambódromo e contagiar o público. A Unidos do Alvorada, que deverá iniciar os trabalhos do enredo “Rei Arthur, o legado de uma lenda” trouxe surpresas e materiais do Rio de Janeiro para apresentar no Samdódromo. 

Publicidade
Publicidade