Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
TERROR

Escolas suspendem aulas e moradores falam sobre medo de traficantes no Viver Melhor

População afirma que está sendo impedida de circular pelas ruas da região em função da guerra pelo tráfico de drogas. PM descarta “toque de recolher”



WhatsApp_Image_2019-05-28_at_13.54.02_971D37F4-B8B2-4496-89B1-582989EAC210.jpeg Foto: Winnetou Almeida
28/05/2019 às 16:15

Moradores do conjunto Habitacional Viver Melhor, localizado na Zona Norte de Manaus, vivem momentos de terror por conta da guerra pelo tráfico de drogas. Em contato com a reportagem do Portal A Crítica, eles informaram que estão sendo impedidos de circularem pelo conjunto e até as crianças tiveram que deixar de ir às escolas nesta terça-feira (28).

Uma moradora da 1ª etapa do conjunto, que preferiu não ter o nome identificado por medo de represálias, disse que o filho precisou sair às 9h de ontem (27) da Escola Municipal Benjamim Matias. Segundo ela, a unidade de ensino não divulgou a motivação de ter liberado os alunos e o porquê de as aulas só retornarem a partir do dia 3 de junho.



Pelas ruas do Viver Melhor, outros moradores relatavam sobre o medo em sair de casa. No entanto, o major Bruno, comandante da 26ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), afirmou que foi através de notícias falsas em redes sociais que o medo foi implantado aos residentes. Ele negou todas as informações passadas pela população sobre toque de recolher, destacando que a polícia está em constante monitoramento e sete viaturas fazem patrulha dia e noite na região.

Questionado sobre o helicóptero que sobrevoava a área na manhã de hoje (28), o major explicou que havia informações de que homens armados estavam em uma área de mata próxima a 2ª etapa do conjunto. Ele disse também que já houve mortes por disputa de tráfico entre traficantes, mas foi um caso isolado.


Polícia Militar nas ruas do conjunto nesta manhã. Foto: Winnetou Almeida

"As pessoas não devem ficar receosas. Com o rompimento de líderes de facções, o crime ficou sem força e sem organização, se houver mortes na cidade é entre bandidos", afirmou.

Aulas suspensas

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) afirmou em nota que os pais não levaram os filhos às unidades de ensino do Viver Melhor e que, “por uma questão de segurança, as aulas foram suspensas”. Além da Escola Municipal Benjamim Matias, o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Professor Caio Carlos Frota de Medeiros também foi afetado com a medida.

“A Semed comunica, ainda, que não haverá prejuízo quanto ao conteúdo pedagógico, visto que as aulas serão repostas”, finaliza a nota.

News portal1 d3f1dcdd 89ab 46c6 9fcb 20a7cf4ebac3
Repórter de Polícia do jornal Manaus Hoje

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.