Publicidade
Manaus
Manaus

Especialistas e cicloativistas discutem políticas públicas para a mobilidade em Manaus

De hoje (28) até domingo, a cidade receberá o 4º Fórum de Bicicletas. Participantes vão discutir formas de melhorar a mobilidade urbana 27/08/2015 às 21:44
Show 1
A cidade e os motoristas de Manaus não são ‘amigáveis’ com os ciclistas.
Isabelle Valois Manaus (AM)

Para os palestrantes convidados do 4º Fórum de Bicicletas de Manaus e cicloativistas de outras cidades do País, o evento é um exemplo real e importante para o desenvolvimento de novas ideias e adoção de políticas públicas voltadas à mobilidade urbana de uma cidade. O diretor de Politicas Públicas da Associação dos Ciclistas de São Paulo (SP) Ciclocidade, Daniel Guth, reforçou que foi por meios deste tipo de discussão que a cidade dele passou a ganhar  uma nova cara para mobilidade.

Guth disse que, além do fórum, uma boa conduta entre o governo e os movimentos cicloativistas ajudam no desenvolvimento desta política pública de mobilidade. “Precisamos entender que este diálogo será o fundamental para tudo o que queremos, mas devemos lutar por esta melhoria, precisamos discutir essas melhorias e apresentar soluções”, reforçou.

Como este é o 4º Fórum de Bicicletas realizado em Manaus, Guth informou que durante estes quatro dias, os olhos de cicloativistas e demais pessoas estarão voltados para a cidade. “Venho aqui para apresentar a todos que irão participar deste evento, como nós conseguimos avançar com nossas ideias em São Paulo. Foram muitas lutas e não foram concluídas”, disse.

Para ele, o tema deste ano “Novos Rumos da Bicicleta no Cenário Urbanos - os avanços e desafios como alternativa de transporte nas cidades”, marca o contexto histórico que a cidade necessita ter quando se fala em mobilidade urbana.

Guth acredita que este é o principal ponto de partida para uma sociedade que precisa e grita por mudanças.

Para o diretor da União de Ciclistas do Brasil (UCB), Guilherme Tampieri o fórum gera uma formalidade ao poder público onde mostra que há pessoas e movimentos que acreditam em uma mudanças e que pedem por esta mudança. Ele também deve apresentar um painel amanhã  e apresentará suas pesquisas, realizadas em um ano em alguns países onde a mobilidade é mais desenvolvida no continente europeu.

“Além de ser diretor da UCB, também represento a associação dos ciclistas de Belo Horizonte, e lá continuamos na luta. Uma das conquistas que tivemos nesta nossa luta é que nenhum projeto voltado para o ciclismo não se inicia após termos analisados, pois é o correto, somos nós que vamos utilizar aquela estrutura e sabemos melhor que ninguém o que é adequado.

Falta de estrutura é  nosso problema

Em Manaus, ciclistas afirmam  que diariamente os principais problemas encontrados na capital é a falta de uma estrutura adequada, a falta de respeito por parte dos motoristas de veículos motorizados e o principal que é a falta de educação no trânsito.

Para a integrante do grupo Guaribike, Claudia Valente, a discussão é antiga, e apesar dos problemas continua a pedalar e garante que o ato melhora seu humor, além de ajuda na disponibilidade durante o dia.

A publicitária Paula Santiago, 31, que participa do grupo Speedbike  identificou os mesmos problemas citados por Claudia, mas acredita que boa parte pode ser resolvidos se houver a conscientização dos motoristas que devem respeitar quando avistam uma bicicleta. “Eles precisam entender que não é uma simples bicicleta, mas que há uma vida, e como ciclista diariamente percebo que esta atitude precisa ser mudada e acredito que um dia vamos conseguir essa conscientização”, disse.

Programação

Hoje (28)

Local: Espaço Les Artistes Café Teatro. 19h30 - Lançamento do Livro “Mais que um leão por dia” que narra a travessia da África de bicicleta. 19h45 - Roda de Conversa “Iniciativas sociais que transformam as cidades”.

Amanhã  (29)

Local: ALEAM

8h - Credenciamento

8h15 - Boas vindas com os Deputados Estaduais Platiny Soares e Luiz Castro

8h30 - Painel “Manaus e as Bicicletas – O momento atual”

10h - Coffee Break. 10h30 - Painel “As Iniciativas da sociedade que favoreçam o uso da bicicleta em Manaus”

12h - Almoço

14h - Painel “Os coletivos e suas ações em prol da bicicleta como meio de transporte”

16h - Painel “A importância das políticas públicas em prol da ciclomobilidade”

17h30 - Encerramento: Sorteio de bicicletas Soul Cycle e distribuição de kits para os 150 primeiros inscritos. 18h30 - Bicicletada

Domingo (30)

Local: Go Inn Hotel

08h30 - Café da manhã

09h30 - Rodas de Trocas de Idéias com temáticas livre

Publicidade
Publicidade